Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Chamamento público vai definir novo gestor da Cinemateca Brasileira

Espaço tem maior acervo audiovisual da América Latina

Por Agência Brasil 16 jun 2021, 10h12

Um chamamento público vai definir quem será o novo gestor da Cinemateca Brasileira, localizada no bairro Vila Mariana, em São Paulo. Segundo a portaria interministerial que anunciou o chamamento público, será contratada uma entidade privada sem fins lucrativos, uma organização social (OS), para assumir as atividades de guarda, preservação, documentação e difusão do acervo audiovisual da Cinemateca.

O acervo da Cinemateca é o maior da América Latina, com aproximadamente 240 mil rolos de filme, 41 mil títulos diferentes e 1 milhão de itens não fílmicos (como pôsteres, roteiros e outros). Para o secretário especial da Cultura, Mario Frias, a escolha do novo gestor é importante para a manutenção e difusão do acervo.

+ Disputa política e buraco de 11 milhões em verba põem Cinemateca em risco

“A Cultura tem trabalhado com total dedicação a este assunto, com o objetivo de preservar o maior acervo do audiovisual da América Latina, onde possui documentos relacionados, todos eles, à história brasileira”, disse Frias.

A portaria foi publicada no Diário Oficial da União no dia 8 de junho e o início do chamamento público deverá começar em até seis meses da data de publicação. O Ministério do Turismo ficará responsável pela adoção dos procedimentos para divulgação das regras para seleção e qualificação da OS que vai gerir a Cinemateca.

A Cinemateca foi reabsorvida pelo Ministério do Turismo, após um  impasse na gestão da Cinemateca na metade do ano passado após a saída da Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp), que fazia a gestão da entidade.

Continua após a publicidade

Publicidade