Clique e assine por apenas 6,90/mês

CET faz mutirão para consertar semáforos antes da volta às aulas

Dos 6 300 equipamentos espalhados pela cidade, mais de 200 apresentam problemas. Força-tarefa começou nesta segunda (24) e deve seguir até domingo (30)

Por Adriana Farias - Atualizado em 25 jul 2017, 18h05 - Publicado em 25 jul 2017, 18h03

No primeiro semestre deste ano, a capital teve 25 quilômetros de cabos e fios furtados  e outros sessenta controladores danificados. Como consequência disso, mais de 200 dos 6 300 semáforos espalhados pela metrópole estão com problemas. O número é 30% maior que o registrado no mesmo período de 2016. Além disso, a prefeitura estava sem contrato de manutenção dos aparelhos havia seis meses.

Para tentar resolver a questão, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) realizou uma licitação e escolheu no início do mês três empresas para realizar a manutenção dos equipamentos de sinalização. O contrato é de um ano, a um custo de 40,8 milhões de reais, com serviços que incluem reposição de peças, troca de no-breaks e consertos em caso de roubos de fios.

As companhias deveriam começar a atuar mais para frente, mas tiveram de antecipar os trabalhos. O motivo: estão auxiliando a CET desde segunda-feira (24) numa força-tarefa para resolver os apagões nos semáforos. A meta é resolver tudo até domingo (30), antes da volta às aulas, na semana que vem.

“Estamos em fase de organização dos documentos dessas empresas, mas já estamos contando com o apoio delas porque a previsão de trabalho é bem agressiva”, explica João Octaviano, presidente da CET. Alguns dos pontos mais problemáticos nos quais a companhia já encaminhou seus profissionais são a Avenida Rio Branco, no centro; Avenida Vereador João de Luca, em Cidade Ademar, Zona Sul; Avenida Marechal Tito, Zona Leste; e Avenida Jornalista Roberto Marinho, Zona Sul.

Continua após a publicidade
Publicidade