Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Caso Manchinha obriga Carrefour a doar 1 milhão de reais a fundo

Em novembro, segurança foi flagrado agredindo um cachorro dentro do supermercado em Osasco

Por Redação VEJA São Paulo 15 mar 2019, 16h26

O supermercado Carrefour se comprometeu a depositar 1 milhão de reais em um fundo para cuidados a animais criado pela prefeitura de Osasco, na Grande São Paulo.

O compromisso foi firmado entre a empresa e o Ministério Público, em desdobramento do episódio da morte do cachorro conhecido como Manchinha.

Em novembro de 2018, câmeras de segurança do Carrefour de Osasco flagraram o momento em que um segurança do supermercado agredia o cachorro, que morreu pouco tempo depois.

Em nota, o Carrefour confirmou ter se comprometido a pagar o valor. Segundo o texto, 500 000 reais serão destinados à castração de cães e gatos, 350 000 reais à compra de medicamentos e 150 000 reais à compra de ração para entidades de defesa de animais de Osasco.

“O Carrefour reforça ainda que já implementa extenso plano de ação em prol da causa animal, estruturado com o apoio de diversas ONGs e entidades”, diz o texto.

Continua após a publicidade
Publicidade