Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Mãe de rapaz acusado de estuprar a irmã diz que não quer mais vê-lo

Jovem de 19 anos teria cometido o ato contra menina de 9; ele está em prisão temporária

Por Redação VEJA São Paulo 20 jul 2020, 11h11

“Deixa ele preso para sofrer na cadeia”, disse ao G1 uma mãe que denunciou o filho de 19 anos suspeito de estuprar a irmã de 9. O caso aconteceu em Itariri, interior de São Paulo. A mulher, que preferiu não se identificar, relatou que sente dificuldade para dormir desde que a tragédia familiar veio à tona.

Ela disse que percebeu uma mudança de comportamento na criança. “Ela ficava chorando e eu perguntava ‘o que você tem filha’ e ela respondia que não era nada.” A menina contou o que aconteceu a um amigo e a mãe dele ouviu o relato e fez a denúncia.

O Conselho Tutelar foi até a residência e a menina disse aos representantes que o irmão pediu para que ela pegasse papel higiênico e levasse até o banheiro. Ao chegar no cômodo, o rapaz a teria trancado e cometido o estupro.

“Agora eu não consigo dormir, não sei como ele teve coragem de fazer isso com a irmã dele. Eu estou sem palavras. Não quero mais ver a cara dele”, desabafa.

O rapaz está em prisão temporária desde o último dia 17 por estupro de vulnerável. O caso continuará a ser investigado pela Delegacia de Itariri e a criança passará por acompanhamento psicológico. 

Continua após a publicidade
Publicidade