Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Casal de namoradas relata preconceito em padaria da capital

Estabelecimento publicou uma nota em que pede desculpas

Por Sérgio Quintella 26 dez 2017, 11h26

Na última sexta-feira (23), um casal de namoradas disse ter sofrido discriminação e preconceito durante o café da manhã na padaria Delícia de Perdizes, na Zona Oeste.

Segundo relato publicado no Facebook da jornalista e atriz Tatit Brandão, ela e a namorada, Laura Baruffaldi, foram abordadas por uma funcionária do estabelecimento, que também se disse homossexual e pediu para as duas pararem de se abraçar. “Olha, dois clientes já foram reclamar com o gerente o incômodo que vocês estão causando. Um deles, um senhor que estava com o filho e foi questionar que tipo de ambiente a padaria, que deveria ser um “ambiente familiar”, nesse momento está proporcionando. Então, eu peço a delicadeza de vocês serem discretas…”, postou Tatit.

“Saímos dali duas horas depois, paralisadas pelos infinitos minutos de violência. Em direção ao caixa, a passos lentos de um momento amargado, no chão de lama da nada delícia das Perdizes, com os olhos atentos a todos que nos olhavam e o coração entristecido. Um verdadeiro assalto ao sabor do amor”, afirma a jornalista. A publicação recebeu 2 800 curtidas e foi compartilhada mais de 500 vezes.

No dia seguinte, a padaria Delícia de Perdizes publicou uma nota em sua página na mesma rede social. Leia abaixo:

“Queremos nos retratar publicamente com o casal Tatit Brandão e Laura M Baruffaldi. Por elas terem passado pela degradante situação de se sentirem erradas, quando não fizeram nada mais que demonstrar o sentimento que sentem uma pelo outra. A culpa não é da funcionária que as abordou. Não é também só de pessoas que se sentiram incomodadas. A culpa é da Delícia de Perdizes”.

Reprodução/Facebook/Veja SP

 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade