Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Casal de homossexuais é agredido por skinheads na Rua Augusta

Quatro pessoas foram detidas, duas delas portando canivete, uma faca, um taco de madeira com parafusos e um tchaco 

Por Redação VEJA SÃO PAULO.COM Atualizado em 5 dez 2016, 15h29 - Publicado em 6 nov 2013, 11h00

Um casal de homossexuais foi agredido por um grupo de skinheads na saída de um bar, na Rua Augusta, por volta de 4 horas desta quarta-feira (6).

Um artista plástico de 23 anos e um estilista de 34 aguardavam um táxi quando foram surpreendidos e atacados com mochiladas. Um segurança do bar onde eles estavam abriu as portas da casa para que os dois pudessem se refugiar.

À polícia, as vítimas passaram as características dos agressores. Após busca na região, quatro pessoas foram detidas. O casal reconheceu duas delas: um marceneiro de 24 anos, que portava uma mochila com um tchaco e um bastão de madeira com parafusos, e outro homem de 23 anos que se apresentou como autônomo.

Outros dois detidos, um tatuador de 32 anos e uma analista de 23, foram averiguados, mas não reconhecidos pelas vítimas. A mulher portava uma faca e um canivete na bolsa.

O casal foi encaminhado ao Pronto-Socorro da Santa Casa para avaliação médica. Os agressores foram liberados depois que as vítimas desistiram de abrir inquérito contra eles. 

Continua após a publicidade

Publicidade