Campanha da prefeitura contra a dengue é motivo de piada nas redes sociais

Slogan de um cartaz foi interpretado pelos internautas como "uma aliança mosquito-prefeitura contra a população de SP"

Um post a respeito de uma campanha da prefeitura sobre os cuidados com o mosquito da dengue viralizou no Facebook nos últimos dias, chegando a mais de 10 000 compartilhamentos.

A peça publicitária, presente em pontos de ônibus espalhados pela capital, foi fotografada pelo internauta Armando Moura, que ironizou o slogan do cartaz “Aedes aegypti. Juntos, a gente te pega”. A frase foi interpretada pelo rapaz como uma “aliança mosquito-prefeitura contra a população de SP”.

 

 

Nos comentários, os usuários entraram na onda e também brincaram com a frase da propaganda: “Capriche bem no repelente, agora os mosquitos têm aliados de poder”. Outros que não são da capital também postaram na foto: “Agora não é o momento de ir para SP (risos)”.

O cartaz faz parte da campanha “Juntos, a gente te pega”, e foi produzida pela Lua Propaganda, que possui contrato com a prefeitura. A ação nos pontos de ônibus encerrou na segunda-feira (3), com a remoção dos cartazes, mas continua nas redes sociais.

Com a repercussão, a prefeitura informou que pediu o ajuste do slogan. “Face à interpretação errônea que a peça está gerando em algumas pessoas, a Secretaria Especial de Comunicação está convocando a agência responsável pela criação (…) , para que providencie, no menor prazo possível, ajustes na apresentação gráfica da peça”.

A agência informou que realizou as alterações: “A campanha já sofreu todas as refações sem qualquer custo para a Prefeitura.”

Confira abaixo o posicionamento completo da prefeitura e da Lua sobre o ocorrido:

Prefeitura:

A campanha “Juntos, a gente te pega” foi produzida pela Lua Propaganda, uma das duas agências que mantêm contrato com a Prefeitura de São Paulo. Trata-se de tema da maior relevância e seriedade para a cidade de São Paulo, principalmente nessa época do ano, propícia ao aparecimento de criadores do mosquito Aedes Agypti, que transmite doenças como Zika, Chikungunha, Febre Amarela e Dengue.

Face à interpretação errônea que a peça está gerando em algumas pessoas, a SECOM está convocando a agência responsável pela criação de produção da campanha, para que providencie, no menor prazo possível, ajustes na apresentação gráfica da peça desenvolvida para a mídia out of home. A imagem integra a campanha veiculada por duas semanas em relógios e abrigos de ônibus, que encerrou na última segunda-feira (3/12). O investimento foi de R$ 129.176,25 em abrigos e R$ 159.280,80 em relógios. A Prefeitura informa que não houve prejuízo ao erário.

Lua Propaganda:

“A Lua Propaganda esclarece que a possível interpretação ambígua por parte de pessoas nas redes sociais não causou nenhum dano à efetividade da campanha nem tão pouco qualquer prejuízo ao erário. A campanha já sofreu todas as refações sem qualquer custo para a Prefeitura.

Assessoria de Imprensa”

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s