Clique e assine por apenas 6,90/mês

São Paulo registra panelaços durante pronunciamento de Bolsonaro

As manifestações, que têm ocorrido todos os dias, foram percebidas mais fortes nesta terça (31)

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 31 Mar 2020, 21h05 - Publicado em 31 Mar 2020, 20h58

Jair Bolsonaro foi alvo de panelaços durante o pronunciamento que ocorreu em rede nacional nesta terça-feira (31). Pela quarta vez o presidente foi ao ar para falar sobre a pandemia da Covid-19 e, até o momento, fez 201 vítimas e tem 5 717 casos confirmados no país, segundo o Ministério da Saúde.

Durante oito minutos Bolsonaro falou sobre a situação do país e citou declarações do presidente da Organização Mundial da Saúde, Tedros Adhanom Ghebreyesus. Também afirmou que haverá a produção de 1 milhão de doses do medicamento hidroxicloroquina, que ainda é testado para a comprovação de sua eficiência no combate à doença nos organismos dos indivíduos infectados. Além disso, anunciou que não haverá aumento no preço de medicamentos nos próximos 60 dias. 

Assine a Vejinha por 19,90 mensais.

 

Manifestações contrárias ao presidente foram registradas em diversos bairros da capital paulista, como na Barra Funda, Bela Vista, centro, Higienópolis, Mooca, Santa Celília, Sacomã e Pinheiros. Esta terça-feira é o décimo quinto dia consecutivo de manifestações, mas elas foram sentidas mais fortemente hoje.

Confira vídeos:

 

 

 

Publicidade