Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

‘Beijaço gay’ é organizado em frente a bar em Campinas

Rapaz diz ter sido vítima de homofobia pelo dono do estabelecimento

Por Redação VEJA São Paulo 22 jan 2017, 14h17

Um “beijaço gay” foi organizado na tarde deste sábado (21) em frente a bar em Campinas que teria sido palco de homofobia por parte do dono no último dia 12. Segundo fotos postadas pela organização do evento em uma rede social, cerca de cinquenta pessoas compareceram.

De acordo com a página criada para convocar os manifestantes, um rapaz esteve no Bar Sinfonia com mais cinco amigos para comprar cerveja e foi confrontado pelo proprietário por estar abraçado a um deles na calçada em frente enquanto esperava por motorista do Uber que havia chamado. “Ele cochichou com as outras pessoas ‘ou eles saem daqui ou a coisa vai ficar feia’. Juro que eu quis afrontar e discutir, mas meu medo foi maior, foi muito maior”, escreveu o estudante Fernando Marques.

A reportagem tentou entrar em contato com o dono do estabelecimento, mas ninguém atendeu o telefone. Dois dias após o episódio com os rapazes, a própria fanpage chegou a publicar um desses depoimentos, que dizia: “Lugar maravilhoso, ambiente de amigos, familiar e de respeito às famílias e às nossas crianças! Conheço o público. São pessoas idôneas, trabalhadoras. É gente que sabe bem que “certas coisas” devem ser feitas em “ambiente particular”, com respeito aos demais frequentadores e principalmente às crianças que frequentam o local juntamente com seus pais.” 

Desde que o episódio tornou-se público, a fanpage do bar vem sendo invadida de comentários a favor e contra os proprietários.

Continua após a publicidade
Publicidade