Clique e assine por apenas 6,90/mês

“Batman Live” mistura artes marciais, acrobacias e efeitos especiais

Estimada em 35 milhões de reais, produção no Ginásio do Ibirapuera conta com telão de 30 metros e 86 pessoas, entre atores e equipe técnica

Por Tatiane Rosset - Atualizado em 5 dez 2016, 17h16 - Publicado em 6 abr 2012, 09h00

Criado em 1939 pelo cartunista Bob Kane, o personagem Batman tornou-se uma das mais famosas franquias do mundo. Além de inúmeras histórias em quadrinhos, já rendeu filmes, jogos e séries televisivas. Agora, pela primeira vez, inspira um espetáculo britânico. No enredo, a vida do super-herói é contada desde a morte de seus pais, o fatídico dia em que ele decide se tornar o Cavaleiro das Trevas. Para quem curte ação, um prato cheio: em meio a movimentos de artes marciais, acrobacias e efeitos especiais, todos os inimigos do homem-morcego, do Pinguim ao Coringa, entrarão em cena para tentar derrotá-lo.

+ Cocórico – o Show traz espetáculo baseado na famosa série da TV Cultura

+ Humor e fofura em “Filhotes da Amazônia”

+ Sesc Belenzinho tem Beatles para crianças

“Batman Live” conta com nomes de peso na produção, estimada em 35 milhões de reais. No palco, há um telão de 30 metros e 86 pessoas, entre atores e equipe técnica. A montagem, que já passou por países da Europa, Ásia e Oceania, chega agora ao Brasil, de onde segue para Chile e Argentina. Como todo o elenco é estrangeiro, os diálogos dos personagens foram dublados por atores brasileiros. Com trilha sonora composta por James Brett e gravada no famoso estúdio Abbey Road, em Londres, a atração promete agradar à criançada e a seus pais com muitos efeitos especiais e o Batmóvel, um destaque à parte, desenhado pelo projetista da Fórmula 1 Gordon Murray.

 

Continua após a publicidade
Publicidade