Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Quatro anos após incêndio, auditório do Memorial da América Latina será reaberto em 2017

Local será transformado em arena multiuso; reforma custará 35 milhões de reais 

Por Veja São Paulo 6 dez 2016, 09h36

O auditório Simon Bolívar, localizado no Memorial da América Latina, na Barra Funda, deverá ser reaberto ao público em 15 de dezembro de 2017, quatro anos após o incêndio que destruiu o prédio, comprometendo suas estruturas.

A primeira fase da reforma – o reforço na concretagem -, que começou em outubro de 2015 e terminou em abril deste ano, custou 7 milhões de reais. A segunda etapa começará ainda este ano e terá duração de doze meses. 

Virada Cultural vai ser deslocada para Interlagos, diz Doria

Serão gastos 28 milhões de reais (provenientes de indenizações de seguradoras, captação via Lei Rouanet e repasses do governo do estado) em parte elétrica, mobiliário, acessibilidade e acústica.

Uma tapeçaria da artista Tomie Ohtake, que media 800 metros quadrados e revestia toda a parede lateral do local, foi destruída pelas chamas e será refeita

O governador Geraldo Alckmin esteve no local nesta segunda (5) e já marcou até o horário da reinauguração do espaço, projetado por Oscar Niemeyer. “Estamos na última etapa, doze meses de obra, então, dezembro do ano que vem, vou detalhar mais, 15 de dezembro 19h30 nós devemos reinaugurar o Memorial da América Latina, inclusive modernizado, com acessibilidade, tecnologia, parte toda de acústica, inclusive possibilitando mais salas também”.

Continua após a publicidade

Publicidade