Garoto de 4 anos exibe pinturas em galeria da Vila Madalena

"Desde quando nasci, já era a artista", afirma Jun Kinchoko. Sua mostra exibida no sábado (20) é voltada para crianças

Jun Kinchoko no ateliê de sua mãe, onde pinta suas telas

Jun Kinchoko no ateliê de sua mãe, onde pinta suas telas (Divulgação/Divulgação)

 

O pequeno Jun Kinchoko, de 4 anos, vai comemorar seu aniversário em 2018 de um jeito diferente. O paulistaninho vai exibir suas pinturas na galeria A7MA, em uma mostra individual no sábado (20), dois dias antes de soprar as velinhas.

A ideia surgiu de uma brincadeira, conta a artista Katia Suzue, mãe do garoto: “Nós participamos de um grupo de estudo, conduzido pelo Walter Nomura (Tinho). Eu o levava, porque não tinha com quem deixar. Ele se envolveu e começou a produzir. Um dia, o Enivo (grafiteiro e um dos proprietários da A7MA) falou: ‘Quando você tiver muitas pinturas, a gente faz uma exposição’”.

A promessa ficou na cabeça do garoto que, dois anos depois, disse que já tinha obras suficientes. O galerista explicou que era uma brincadeira, que galeria era um lugar de adultos, mas não adiantou. Jun continuou a insistir. Um dia, quando a mãe esqueceu o celular, o garoto acessou a lista de contatos e cobrou a resposta.

 

 

A insistência rendeu uma resposta, “falei para ele conversar com o Tinho, que é quem conduz o grupo. Se ele achasse que podia ser feita a mostra, faríamos”. Como um artista adulto, participante do grupo de estudos, o garoto levou sua recente produção ao encontro do orientador. Lá, como qualquer outro, foi sabatinado.

“O Tinho comentou várias questões, uma delas foi a pintura do fundo das telas. O Jun ficou preocupado, chegou em casa e perguntou se eu não queria ser a ajudante dele e fazer isso. Eu ri de tamanha criatividade. Na cabeça dele, se todo mundo tem um assistente, por que ele não poderia ter?”.

Para sua exibição solo, Jun se empenhou e produziu mais de vinte pinturas. As obras têm inspiração em histórias do folclore brasileiro. “Muita coisa eu não conhecia, aprendi na escola e nos livros”, explicou por telefone. Antes, fez questão de contar que estava no meio de uma brincadeira.

 

Perguntado sobre o que o leva a pintar, passeou por algumas onomatopeias antes de sair com a resposta: “Eu gosto das cores, das tintas. Desde quando nasci, já era a artista”. A mãe, que é uma de suas grandes entusiastas, destaca uma grande qualidade do garoto: “Ele diz que é bicho solto. Faz as coisas sem ter filtro, sem ter medo. Não vê dificuldade. Tenho aprendido muito com ele”.

Enivo concorda: “Muita gente me questionou, disse para fazer um mostra coletiva com crianças. É uma possibilidade, porém, é importante falar que somente o Jun, dentro do grupo de pequenos que conheço, teve essa coragem. Ele pediu para fazer a mostra, insistiu e conseguiu. Foi até atrás de apoio externo para conseguir uma máquina de raspadinha para o dia da abertura”.

A exposição, além  das pinturas, também tem outros atrativos. A posição dos quadros terá como parâmetro a altura de crianças, seu público principal. Na ocasião, outro convidado mirim também se apresentará, é o DJ Gabriel, de 7 anos. As pinturas de Jun serão exibidas em única data, no sábado (20). A entrada é gratuita.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s