Clique e assine por apenas 6,90/mês

Após vídeo, prefeitura desmente ação de novos radares móveis

Homem identificado como operador alerta sobre suposta ação da CET na madrugada. Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes nega novos radares

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 10 Jan 2018, 21h55 - Publicado em 10 Jan 2018, 21h47

A prefeitura de São Paulo desmentiu um vídeo que flagrou a suposta ação radar móvel que multava carros e motociclistas nas ruas da capital. Nas imagens que circulam pelo WhatsApp e redes sociais desde o início da semana, o narrador se diz funcionário de uma terceirizada contratada para fiscalizar infrações na madrugada.

“São radares móveis instalados em frente a carros que ficam parados no período noturno”, diz o homem. É possível ver uma luz de flash que dispara quando alguns veículos passam pela via.

Implantados pela gestão Haddad, os polêmicos radares “pegadinha” camuflados em caixas de metal foram extintos em maio do ano passado. Procurada, a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes afirma que não há nenhum novo tipo de radar operando na cidade, apenas os do tipo estático. O órgão municipal aponta ainda que o narrador do vídeo faz referência ao Rodoanel, mas a via não é fiscalizada pela CET.

Paulo Mathias, subprefeito da regional Pinheiros, também comentou o assunto nesta quarta (10) em sua página no Facebook, afirmando que as imagens são falsas.

Continua após a publicidade

Leia na íntegra:

“A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes esclarece que não utiliza radares instalados em carros para fiscalização.

Os radares em operação na cidade atualmente são do tipo “fixo”, que se encontram devidamente sinalizados, de acordo com o estabelecido pelas normas gerais de trânsito. Além disso, o suposto operador fala em haver ação da Prefeitura no Rodoanel, que não é fiscalizado pela Companhia de Engenharia de Tráfego.

Desde o dia 19 de maio de 2017, a SMT retirou os radares estáticos (móveis), que ficavam alocados dentro de caixa de metal, que dificultavam a percepção do motorista nas vias da cidade.

Continua após a publicidade

Essa iniciativa segue a política de transparência implementada pela atual administração, que não prioriza o caráter arrecadatório da fiscalização, mas a orientação aos motoristas.

Além disso, para melhorar a informação aos usuários, sem deixar de realizar a fiscalização, a gestão municipal desenvolve um trabalho permanente de melhorias na sinalização junto aos radares que mais registram autuações na cidade. O objetivo é reforçar a sinalização e informar o motorista sobre as regras de trânsito, além de reduzir o número de infrações.”

Publicidade