Clique e assine com até 89% de desconto

Após assassinato, rapaz usa cartão de vítima para saltar de paraquedas

Suspeito de 20 anos teria matado ambulante no Guarujá. Após o crime, ele ainda realizou compras e quitou dívidas pessoais usando a conta do homem de 58 anos

Por Veja São Paulo Atualizado em 5 dez 2016, 12h15 - Publicado em 18 jul 2015, 21h44

Na última sexta-feira (17), foi preso no Guarujá um jovem acusado de ter matado um ambulante e usado o cartão de crédito da vítima para, entre outras coisas, realizar um salto de paraquedas. O jovem, Luccas Zeferino Leal Silva, de 20 anos, é o principal suspeito de assassinar Mario Sergio Ribeiro, que morreu dentro de casa no dia 28 de abril, no bairro de Santa Rosa.

+ Estudante de 21 anos é baleado na Zona Sul

Segundo a Polícia Civil, a data foi a última vez em que o homem teria sido visto com vida. Na ocasião, os vizinhos o avistaram entrando em casa acompanhado de três rapazes e escutaram barulhos no local. Três dias depois, eles decidiram entrar na residência, encontrando o corpo do ambulante com ferimentos e próximo à uma faca, supostamente utilizada no crime.

+ Redução da maioridade pode triplicar assassinatos de jovens, diz estudo

A investigação chegou até Luccas que, identificado como um dos autores do assassinato, portava o cartão de crédito da vítima. Ele teria usado a conta de Mario Sérgio para fazer compras em um supermercado, quitar dívidas pessoas e realizar aulas de paraquedismo em Boitúva, no interior do estado, como informou o programa Cidade Alerta e o portal R7. 

Detido, o rapaz foi levado até o DP Sede de Guarujá, responsável pela investigação da ocorrência. A polícia ainda procura pelos outros envolvidos no crime. 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade