Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Acusado de aplicar golpe em Juliana Paes e outros famosos é preso em SP

Homem não foi detido pelo crime de estelionato, mas por portar arma e munições ilegais

Por Redação VEJA São Paulo 13 set 2021, 19h39

Um dos integrantes de uma quadrilha suspeita de cometer crimes de estelionato foi preso nesta segunda-feira (13) em uma fazenda no Jacareí, no interior de São Paulo. O grupo teria aplicado golpes nos atores Juliana Paes, Murilo Rosa e no ex-jogador de futebol Luis Fabiano, que perderam juntos cerca de 850 000 reais.

De acordo com a Polícia Civil, o acusado foi detido com arma com numeração raspada e munições ilegais durante uma ação de busca e apreensão após denúncias de que ele andava armado na propriedade e teria ameaçado um vizinho. Anteriormente, ele teve pedido de prisão por estelionato negado pela Justiça.

Os suspeitos abordaram os famosos com uma proposta de investimento financeiro, de acordo com o Ministério Público, em que uma empresa comprava veículos seminovos e revendia para lojistas, com uma rentabilidade prometida entre 4% a 8% do valor investido. Depois, eles remuneravam os investidores antigos com o dinheiro que obtinham da aplicação de outras pessoas que entravam no esquema, acreditando que também receberiam os retornos financeiros. O caso ocorreu em 2019 foi aceito com denúncia pela Justiça em agosto deste ano.

A operação de investimento, ou seja, a compra e revenda de carros usados, nunca ocorreu, de acordo com o Ministério  Público. As vítimas, no caso dos famosos, eram escolhidas para trazer “maior confiabilidade à empresa”.

  •  

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade