Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Família acusa homem de planejar acidente que matou dois filhos

Irmão das vítimas afirma que o padastro perseguia sua mãe após fim de relacionamento e causou colisão por vingança

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 10 ago 2020, 16h44 - Publicado em 10 ago 2020, 16h38

Um acidente de carro que ocorreu na Rodovia Dutra no último domingo (9) vitimou duas crianças de 4 e 6 anos de idade no município de Lavrinhas, interior paulista. De acordo com informações da Polícia Civil, Lucilo Souza Pinto, 56, era o motorista. Ele entrou na contramão da via e jogou o carro contra uma carreta. Após a colisão, as duas crianças morreram e o homem foi internado em um hospital da região em estado grave. Ele é suspeito de homicídio doloso.

A família acredita que ele pode ter planejado o acidente como vingança da ex-esposa. Em entrevista ao G1, João Pedro Mendes, irmão dos meninos mortos, afirmou que a mãe e Lucilo, que é seu padastro, foram casados por seis anos. Após uma briga o homem teria agredido a esposa e ela procurou então a polícia e pediu a separação.

Depois do rompimento, João afirma que a mãe passou a ser ameaçada pelo ex. No último domingo (9) ele teria ido até a casa da ex-mulher e insistido que ela o deixasse levar os filhos para ver a nova pintura da oficina onde ele trabalha. Ela teria permitido após pedido das crianças e dado um prazo de 30 minutos para que Lucilo voltasse.

As crianças: morte em acidente de trânsito Reprodução/Veja SP

“Quando deu a meia hora e ele não voltou, começamos a tentar contato com ele, mas não atendia”, diz João. “Nos dividimos e fomos a vários lugares onde ele poderia ir com as crianças enquanto minha mãe seguiu para a delegacia. Ao chegar lá, ela soube pelos policiais que os filhos estavam mortos”.

O homem está internado e a defesa ainda não se manifestou. O caso foi registrado na Delegacia Central de Cruzeiro e segue em investigação. 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade