Inaugurado há quatro dias, abrigo para moradores de rua é fechado

CTA Liberdade chegou a atender algumas pessoas, até a descoberta de um problema hidráulico; este é o 3º a enfrentar dificuldade de operação recentemente

O morador de rua Erasmo Chagas, de 82 anos, chegou com mais outros quatro colegas na tarde desta quinta-feira (22) ao recém inaugurado Centro Temporário de Acolhimento (CTA) Liberdade, na região central, e deu de cara na porta.

O 17º serviço do tipo, aberto pelo prefeito João Doria (PSDB) na última segunda-feira (19) para acolher 190 homens para pernoite, além de disponibilizar outras cinquenta vagas para atividades diurnas, foi interditado no dia seguinte e permanece fechado. O motivo foi a descoberta de um problema hidráulico na rede de esgoto que provocou falta de água e entupimentos generalizados no imóvel.

Moradores de rua foram encaminhados pela própria prefeitura para o CTA Liberdade e deram de cara com o portão fechado

Moradores de rua foram encaminhados pela própria prefeitura para o CTA Liberdade e deram de cara com o portão fechado (Adriana Farias/Veja SP)

No dia da inauguração do espaço, Doria, como de praxe, divulgou um vídeo em sua página oficial do Facebook dizendo: “Esse CTA será para as pessoas aqui do centro que estão desassistidas, desacolhidas e que a partir do dia 20 começam a ser acolhidas e terão camas como esta aqui, com roupa de cama, travesseiro, cobertor, toalha e kit de higiene…”. O material audiovisual obteve 36 000 visualizações, ganhou 2 400 interações e 280 compartilhamentos na rede social.

Um grupo de dezenas de usuários chegou a usar o serviço no primeiro dia, mas se deparou com os problemas e teve que deixar a área. “Foi um mega pepino que foi descoberto só depois com o prédio entregue”, explicou a funcionária Cátia, que não foi autorizada a continuar falando com a reportagem por uma das equipes de comunicação da prefeitura. VEJA SÃO PAULO também não foi autorizada pela equipe de Doria a entrar no imóvel, mas pode ver pelas aberturas de ferro do portão alguns funcionários trabalhando em uma obra no local.

Com o serviço fechado, ao menos oito moradores de rua ficaram pela calçada em frente ao local com a esperança do espaço reabrir

Com o serviço fechado, ao menos oito moradores de rua ficaram pela calçada em frente ao local com a esperança do espaço reabrir (Adriana Farias/Veja SP)

“Se o serviço não está funcionando, os assistentes sociais não deveriam ter encaminhado a gente para cá. Parece que estão jogando a gente de um canto para outro”, lamentou Cleibe Alves, mostrando, assim como seus colegas, um documento de encaminhamento para o CTA Liberdade.

Enquanto isso, um outro grupo de ao menos de oito pessoas que chegou a usar o serviço no primeiro dia resolveu se acomodar com seus pertences do outro lado da rua, na calçada, com a esperança do CTA voltar a funcionar em breve. “Isso daí foi aberto às pressas, eu vi o prefeito aí com as câmeras posando como se tudo estivesse certo”, disse Daniel, que preferiu não dar seu sobrenome. Doria deve deixar a prefeitura em abril para disputar a eleição para o governo do estado.

Na terça-feira (20) VEJA SÃO PAULO revelou que o prefeito abriu em dezembro de 2017 o CTA São Mateus, na Zona Leste, com geladeira, três máquinas de lavar e um imenso armário de ferro para os conviventes guardarem seus pertences, mas todo esse mobiliário e eletrodomésticos não estava mais lá quando a reportagem visitou o espaço na segunda-feira (19); apenas uma máquina de lavar se mantinha na lavanderia.

O serviço ficou dois meses fechado por um problema na rede elétrica e foi reaberto há uma semana. Mas mesmo com a retomada do serviço os itens não foram repostos e os trabalhos estavam funcionando de forma precária. A sala de atendimento do psicólogo, por exemplo, havia virado área de depósito de material. A reportagem também encontrou problemas no CTA Butantã e no CTA Guianases, esse fechado há um mês mesmo após inauguração oficial.

CTA fechou menos de dois dias após sua abertura por problemas hidraulicos

CTA fechou menos de dois dias após sua abertura por problemas hidraulicos (Adriana Farias/Veja SP)

OUTRO LADO

A assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social reiterou à reportagem no local que os problemas encontrados nos centros de acolhida visitados pela reportagem não podem ofuscar os benefícios dos dezessete CTAs abertos em oito meses com 4000 vagas para a população de rua.

Apesar do prefeito mencionar em seu vídeo que o CTA Liberdade ia começar a receber seus primeiros conviventes na terça-feira (20), o secretário Filipe Sabará diz que o local nunca abriu de fato. “Não se fecha algo que não abriu”, disse. “Tanto é que nem convênio possui porque sou eu que assino e aí se torna oficial. Se a ONG que irá administrar o serviço fez o atendimento foi por conta própria. Se as pessoas vão para lá é porque querem. Estamos encaminhando para outros acolhimentos os que estão indo para o local”. O morador de rua Erasmo Chagas e sua turma foram levados para o CTA Brigadeiro Galvão.

Em nota, a secretaria informou também que as atividades do CTA Liberdade serão iniciadas a partir do convênio firmado com a Associação Evangélica Beneficente (AEB) for publicado no Diário Oficial. “Enquanto isso, os colaboradores da AEB estão passando por capacitação para melhor atender os conviventes”, diz a nota. O valor de repasse mensal será de 179.931,68 reais. Questionada sobre os problemas encontrados no imóvel, a pasta não forneceu maiores esclarecimentos. No local, a perspectiva dos funcionários é que o serviço reabra até o final do mês.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s