Clique e assine por apenas 6,90/mês

As aulas tecnológicas das universidades de São Paulo

Simulador de voo, robôs, tinta especial e outras novidades colocam a cidade na vanguarda do ensino superior brasileiro

Por Mariana Barros - Atualizado em 5 dez 2016, 16h53 - Publicado em 22 set 2012, 00h50

A “frota” da faculdade de aviação civil da Anhembi Morumbi vem crescendo rapidamente nos últimos anos. Depois do primeiro modelo, adquirido em 2003, outros dois foram postos à disposição dos estudantes e mais dez já estão encomendados para ser entregues nos próximos meses.

Trata-se de simuladores de voo de última geração utilizados de forma facultativa pelos alunos. O aparelho mais avançado permite viajar virtualmente a bordo de um Boeing 737. “Se eles fossem incorporados à grade normal curricular, a mensalidade, de 1.250 reais, passaria para cerca de 5.000 reais”, afirma o policial militar Edson Luiz Gaspar, coordenador do curso e um dos pilotos do grupo Águia da PM. Os equipamentos são tão fiéis à realidade que setenta horas de uso permitem ao aprendiz abater mais de 10% do total de 150 horas de voo exigidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para a formação de pilotos profissionais.

+ Era digital faz parte da rotina estudantil

Publicidade