Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

O que fazer para ter mais tempo livre?

Confira a coluna A Tal Felicidade desta semana

Por Sergio Magalhães Atualizado em 19 out 2018, 15h33 - Publicado em 19 out 2018, 06h00

Três filhos, provas de ironman, três empresas, esposa, amigos, vida social, projetos. Como encaixar tanta coisa numa vida só? É uma questão de tempo. Aos poucos, fui descobrindo pequenas mudanças que poderia acoplar à minha rotina para otimizar meu tempo. São coisas simples, como usar serviços de entrega e padronizar minhas roupas (em palestras, a maioria das mulheres ri de mim nessa parte e diz que é impossível). Obviamente, nem tudo serve para todos, mas acredito que se você mudar pelo menos três hábitos, reduzindo em 50% o tempo investido neles, poderá conseguir de sete a catorze dias livres no ano.

Pense em minutos. Há uns dez anos, mudei o jeito de lidar com o tempo para fazer tudo o que queria. Para mim, o ano tem 525 600 minutos. Esteja disposto a quebrar padrões comecei a estudar no meu dia a dia como lidava com momentos pequenos. Decidi experimentar fazer todos eles de outra forma, mais rápida ou mais simples, e funcionou.

Pense antes de agir. Planeje seu dia, tarefas, compromissos, rotas de deslocamento. Não se atrase para uma reunião, mas pense também na hora em que vai sair. Estabeleça metas e cumpra-as.

Adote um guarda-roupa enxuto. Comecei a padronizar minha roupa. A meta era não precisar pensar de manhã para me vestir. Limitei o número de peças a quatro e defini meu novo look: calça jeans, cueca, camisa polo azul e um par de tênis brancos. Percebi que ganhava todo dia de cinco a dez minutos.

Aplique o que deu resultado em outras áreas. Como esse teste inicial deu certo, fui avançando para outras coisas simples. consegui reduzir meu banho de quinze para cinco minutos. O “crédito” de dez minutos por banho foi significativo, considerando que eu tomo até três duchas por dia.

Esqueça a baliza. O uso dos serviços compartilhados de bikes e carros está incorporado na minha rotina. dessa forma, percebi que, além de economizar dinheiro, eu economizava o tempo que gastaria procurando vagas para estacionar. Vantagem extra: no banco do passageiro do Uber, você pode adiantar vários assuntos no celular.

Continua após a publicidade

Opte pelo transporte alternativo. Comprei uma scooter e deixei meu carro na garagem. Assim, os trajetos passaram a demorar a metade do tempo. Consigo estar em muito mais lugares durante o dia.

Corte etapas. Melhor que escrever a mão é fazer anotações direto no celular em reuniões. O processo simples evita o trabalho duplicado de reescrever tudo. Valer-se do comando de voz do celular para mensagens e e-mails enormes também poupa minutos.

Utilize a tecnologia a seu favor. Não tem nada mais antigo do que esperar chegar ao escritório para enviar algum arquivo. Usar serviços de armazenamento na nuvem ajuda a manter a organização e a agilidade. Dividir as pastas de aplicativos no celular em categorias como viagem, negócios e jogos pode economizar instantes de busca ao app desejado no meio de uma bagunça.

Faça as contas do relógio. Pode parecer pouco olhando por dia, mas no intervalo de um ano essas mudanças me rendiam quase duas semanas. daí em diante, nunca mais parei de procurar novos hábitos para incluir no meu dia a dia e facilitá-lo. Topei fazer qualquer coisa que me permitisse ganhar mais tempo — só para depois usufruir e fazer o que eu quisesse, seja treinar, trabalhar ou estar com quem eu quero.

Busque inspiração. Passei a ler mais sobre pessoas que me inspiravam. Fui entender como viviam e o que pensavam Steve Jobs, da Apple, Mark Zuckerberg, do Facebook, Tim Brown, fundador da IDEO, e Naoto Fukasawa, da Muji.

Sergio Magalhães é fundador da Equity Design. Preocupado com o tempo cada vez mais curto para fazer cada vez mais coisas, propôs-se a criar mecanismos para otimizar a agenda. Hoje consegue fazer tudo o que precisa (e o que quer) com qualidade.

Continua após a publicidade
Publicidade