Mulher denúncia grupo criado para ofender gordos

Deve ser muita falta do que fazer, né? Ou pura maldade. Por que alguém, nessa altura do campeonato, se dá ao trabalho de criar um grupo pra ofender gordos? Pois é. O que parece improvável existe com o nome “Odiamos gordos” ou “Overweight Haters Ltd”, na versão original. Nasceu em Londres e se tornou conhecido […]

Kara Florish, acima, divulgou a mensagem depois que recebeu um panfleto do grupo

Kara Florish, acima, divulgou a mensagem depois que recebeu um panfleto do grupo

Deve ser muita falta do que fazer, né? Ou pura maldade. Por que alguém, nessa altura do campeonato, se dá ao trabalho de criar um grupo pra ofender gordos? Pois é. O que parece improvável existe com o nome “Odiamos gordos” ou “Overweight Haters Ltd”, na versão original. Nasceu em Londres e se tornou conhecido porque uma mulher, indignada, recebeu um panfleto do grupo e decidiu botar a boca no trombone. Fez a foto, sua e do cartão nada simpático, e postou no Twitter.

Com medo de entalar na poltrona do avião, fotógrafa emagrece 38 quilos

Kara Florish disse que recebeu um panfleto desse grupo com a seguinte frase: “Nossa organização odeia os gordos. Estamos indignados com a enorme quantidade de comida que vocês consomem quando a metade do planeta morre de fome”. #Pasmem. E o carinho vai adiante: “E não entendemos porque não se dão conta de que, se comessem menos, se sentiriam melhor, estariam mais magros, felizes e encontrariam um namorado que não seja pervertido porque gosta de gente gorda”. Eles distribuem as ofensas gratuitas a pessoas acima do peso no metrô de Londres.

Nutricionista lança livro para casais emagrecerem juntos

A moça que fez a denúncia, em forma de protesto, nas redes sociais, disse que não se chateou. Até porque não é e não se considera gorda. #AmoGenteBemResolvida. Ela simplesmente decidiu postar porque achou o troço covarde e revoltante. “Isso pode afetar pessoas que sofrem de falta de confiança”, disse. A polícia britânica, que recebeu outra denúncia de um passageiro que disse ter visto uma mulher chorar ao receber um panfleto, anunciou que vai investigar o caso e, claro, o grupo.

Uma pena que casos como esse se repitam por aí. Até porque obesidade é um assunto sério e que, sim, precisa ser tratado com orientação médica. Aqui neste espaço, onde a gente gosta de cuidar da saúde do corpo e da cabeça, já publicamos um punhado de histórias de pessoas que mudaram de vida por sofrerem preconceito.

Vejam esses dois casos:

Este é o depoimento de uma moça que emagreceu 80 quilos depois de sofrer bullying da própria família:

E este, de uma mulher que foi xingada no trânsito e decidiu ser magra:

Em tempo: se você quer me seguir no Instagram, acesse @canseidesergorda_ ou no Facebook, Cansei de Ser Gorda. Pra me mandar uma sugestão, ou contar sua história, escreva chrismartinez@butiquedeletras.com.br (eu respondo todos os emails, mas no tempo que dá).

 

Um beijo, até mais #SeAmem

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s