Turismo na Ponte Aérea: até com chuva o Rio é legal

Hoje o Rio amanheceu coberto de ameaçadoras nuvens cinzas e sob o alerta de chuvas ao longo do dia. Coisas do verão, fazer o quê? Mesmo assim, a cidade tem programaços perfeitos para os dias sem praia. Anote na agenda! 1) Instituto Moreira Salles Imersa na Floresta da Tijuca (com direito a um riozinho que corta a […]

Chuva no Rio: dia de táxi e programas culturais

Hoje o Rio amanheceu coberto de ameaçadoras nuvens cinzas e sob o alerta de chuvas ao longo do dia. Coisas do verão, fazer o quê? Mesmo assim, a cidade tem programaços perfeitos para os dias sem praia. Anote na agenda!

1) Instituto Moreira Salles

Floresta em casa: ótimas exposições no imóvel modernista

Imersa na Floresta da Tijuca (com direito a um riozinho que corta a propriedade) o casarão modernista da família do banqueiro foi transformado em um delicioso centro cultural. Além de apreciar a arquitetura e os jardins de Burle Marx (o painel de azulejos assinados por ele é lindo), vale se demorar na exposição que estará em cartaz até o dia 17 de fevereiro sobre o artista sul-africano William Kentridge. São gravuras, esculturras, filmes e desenhos surpreendentes, que só chegam aqui em São Paulo em agosto.

2) Casa das Canoas

Interior da casa projetada por Niemeyer para ele mesmo: imperdível (crédito: divulgação)

A casa onde Niemeyer viveu na década de 50 acompanhado da então mulher Anita e da filha Anna Maria foi projetada por ele dentro de um terreno impressionante em São Conrado que pertenceu a seus antepassados. Transformada em museu, é um marco nos traços do arquiteto – e a decoração conta com móveis e esculturas assinadas por ele. Imerso na Mata Atlântica, também tem belos jardins projetados por Burle Marx.

3) Fundação Eva Klabin

A Sala Renascença: onde a colecionadora comemorava seus aniversários (crédito: divulgação)

Em uma casa dos anos 30 em plena Lagoa Rodrigo de Freitas, a casa onde a colecionadora de arte morou é um museu cheio de surpresas. Há desde pinturas atribuídas a pintores italianos como Botticelli até porcelana da Companhia das Índias.

4) Centro

Projeto da fachada do Museu de Arte do Rio: em abril, mais uma atração na região (crédito: divulgação)

Lindo e bem preservado, o centro é uma perdição que pode consumir vários dias em programas culturais no Rio. Além das imponentes construções, caso do Theatro Municipal e da Igreja de São Francisco da Penitência, há sempre ótimos eventos e exposições rolando em lugares como a Casa França-Brasil, o CCBB e o Museu Nacional de Belas Artes, por exemplo. O Real Gabinete Português de Leitura é impressionante. E nem estamos falando ainda da Confeitaria Colombo… Em breve o passeio poderá se estender ao complexo Porto Maravilha, na Praça Mauá – sua primeira atração, o Museu de Arte do Rio, tem previsão de abrir as portas em abril.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s