Mulheres viajando sozinhas – os conselhos da escritora de Comer, Rezar, Amar

Cada vez mais, as mulheres têm se aventurado sozinhas em viagens pelo mundo afora. A autora do best-seller Comer, Rezar, Amar, Elizabeth Gilbert, faz parte deste time. No livro (e no filme), a escritora narrou seu ano sabático, que foi vivido entre a Itália, Índia e Indonésia. Diante do sucesso estrondoso, Liz se transformou em […]

mulheres viajando sozinha

Cada vez mais, as mulheres têm se aventurado sozinhas em viagens pelo mundo afora. A autora do best-seller Comer, Rezar, Amar, Elizabeth Gilbert, faz parte deste time. No livro (e no filme), a escritora narrou seu ano sabático, que foi vivido entre a Itália, Índia e Indonésia. Diante do sucesso estrondoso, Liz se transformou em uma espécie de guru de assuntos femininos variados: amor, depressão, religião e… viagens. Antes da trip que mudaria sua vida, Liz trabalhava como jornalista e rodava o mundo para apurar suas matérias.

Recentemente, em sua página no Facebook, uma leitora pediu a Liz conselhos para mulheres que viajam sozinhas. Achei tão fofo o texto e com dicas óbvias que sempre valem a pena serem lembradas, que decidi traduzir e dividir aqui com vocês.

+ Friends, Sex and The City, How I Met Your Mother: um tour pela NY dos seriados

+ Os looks bizarros das famosas nos aeroportos

Ps: no livro, ela dá uma sugestão que não está nesta lista, mas que eu adotei para as minhas próprias viagens. Antes de embarcar, tente conhecer pessoas que morem na cidade em questão. A melhor tática é perguntar para seus amigos se eles não possuem conhecidos por lá que eles possam te apresentar. Essa rede de contatos geralmente resulta em convites para jantar ou pra passeios com locais que, com certeza, vão mudar toda a perspectiva de sua viagem!

mulheres viajando sozinha

Abaixo as dicas de Liz Gilbert:

“Eu sempre tive ótimas experiências viajando sozinha. Mesmo que haja alguns perigos, eu percebi que os mesmos fatores que nos tornam vulneráveis, por outro lado, também nos beneficiam. O que eu quero dizer é que uma mulher sozinha não provoca uma “ameaça” a ninguém – o que significa que estranhos do mundo todo irão te receber bem e confiar em você. Eles vão deixar você entrar na casa deles.  Eles vão deixar você brincar com os bebês deles. Eles vão te contar as histórias deles. Eles vão até te oferecer um lugar para dormir – e também ajuda, comida e, muitas vezes, afeto. Eu sinto que, como uma viajante mulher, eu tive experiências muito mais significativas com novas pessoas do que um homem poderia ter. Estranhos não temem que eu os machuque, então eles se abrem para mim. Eu não trocaria estas experiências por nada. Isto posto, seja cautelosa – ou, ao menos, fique alerta. Há lugares no mundo que eu não viajaria sozinha. Há lugares em meu próprio país que eu não viajaria sozinha. Regra prática: se você não vir nenhuma mulher local andando sozinha pela rua à noite, você provavelmente não deve tentar fazê-lo.

Outras dicas:

VISTA-SE DE MANEIRA SIMPLES

mulheres viajando sozinha
Eu sempre costumo usar mangas longas e roupas largas. É mais confortável e ainda protege a pele contra queimaduras de sol. Desta maneira, também chama-se menos atenção dos homens. Mas, acima de tudo, em lugares do mundo mais humildes, vestir-se de modo mais discreto ajudará você ganhar a confiança das mulheres locais – e, não esqueça, de que você sempre pode precisar da ajuda delas. Se, por exemplo, você estiver passeando com trajes que lembram uma lingerie para uma mulher indonésia (uma regata e shorts, no caso), ela ficará muito constrangida de interagir com você. O que é uma pena, já que ela poderia vir a se tornar uma boa amiga para você.

FAÇA MALAS PEQUENAS

mulheres viajando sozinha
Eu nunca viajo com malas que tenham de ser despachadas – independente do lugar ou da quantidade de tempo que vou ficar. Malas de mão sempre! Nunca leve mais do que você pode confortavelmente carregar. Viaje “leve” e você estará mais segura e chamará menos atenção. Além disso, você realmente não precisa de tudo que você pensa que precisa. Sério, não precisa! Malas de mão também te protegem caso alguém tente colocar coisas dentro da sua bagagem (drogas, por exemplo) ou roubar algo delas (como câmeras) quando você não estiver olhando.

MÁSCARAS PARA DORMIR, TAMPÕES PARA O OUVIDO E PIJAMAS

mulheres viajando sozinhas
Não esqueça de colocar na mala – e dos bons! Dormir bem é a coisa mais importante.

FIQUE NO SEU DESTINO POR UM TEMPO

Sobra VT 180 - Out.2010 - Supertour
Eu tenho tanta vontade de conhecer o mundo todo quanto qualquer outra pessoa. Mas minhas melhores experiências aconteceram quando fiquei mais tempo em um só lugar, em vez de ficar pulando de cidade em cidade. Ache um lugar para chamar de seu. Descubra onde fica o mercadinho do bairro, fique uma tarde no parque onde as mamães locais levam seus filhos pra brincar. Experimente como é de fato SER daquele lugar, e não somente passar por ele.

NÃO SEJA ARROGANTE

Sobra VT 180 - Out.2010 - Supertour
Não vou dar nenhum exemplo aqui. Apenas se pergunte de vez em quando: “estou sendo arrogante?”. E, então, pare. Na verdade, este é um bom conselho mesmo para quando você não estiver viajando.

E, por fim, esteja pronta para ter sua vida mudada!

Para fechar o post, o clipe lindo do filme, com a canção Better Days, de Eddie Vedder:

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s