Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Val Marchiori - Hello! Por Blog O dia a dia da socialite mais comentada do momento

Vizinha invejosa…

Hello, meus amores, tudo bem? Escrevo diretamente da Cidade do México. Cheguei hoje de manhã, mas mesmo na correria de viagem e gravação não vou deixar de conversar com vocês. E daqui a pouco vou para Cancún… Eu não conhecia o México. Pelo que vi até agora, a capital se parace muito com São Paulo. […]

Por Val Marchiori Atualizado em 27 fev 2017, 12h03 - Publicado em 26 set 2012, 16h56

Hello, vizinha: tenho mais o que fazer (Foto: Arquivo Pessoal)

Hello, meus amores, tudo bem?

Escrevo diretamente da Cidade do México. Cheguei hoje de manhã, mas mesmo na correria de viagem e gravação não vou deixar de conversar com vocês. E daqui a pouco vou para Cancún…

Eu não conhecia o México. Pelo que vi até agora, a capital se parace muito com São Paulo. Bem grande, com muitos carros, muita gente na rua, avenidas largas. Quero logo conhecer os Jardins daqui, o Iguatemi, o Cidade Jardim… Hehehe. Pena que não vou ter tempo.

+ Leia os outros blogs de VEJINHA.COM

E vocês acreditam que tem uma senhora do meu prédio – que não gosta de mim há muito tempo, desde a época que ganhei mais espaço na TV do que ela – que  agora chegou ao absurdo de pedir para o professor da academia não dar aula para  mim? Ela ainda o ameaçou, dizendo que se ele fizesse isso, ela sairia da academia e falaria com outros moradores para fazer a mesma coisa. Parece coisa de criança, mas está bem longe de ser, pois já tem mais de 80 anos.

Ela se acha bem mais nova e fica usando umas roupas que não condizem com a idade. Vocês têm que vê-la na academia. Sempre usando umas calças e umas blusinhas de assustar. Tinha que ser proibido no prédio uma visão daquela. Até entendo ela querer parecer mais nova, mas não adianta ficar colocando botox e não conseguir mais abrir a boca. Não adianta ficar usando roupas para menininhas, que a situação só piora.

Continua após a publicidade

E dizem também que ela não gosta de novos ricos. Por isso também, a implicância comigo. É da turma que não consegue ver como o Brasil cresceu nos últimos anos, como o dinheiro mudou de mãos, como todos nós temos o direito de ganhar e crescer nesta vida. Talvez eu não tenha tido as melhores possibilidades quando criança, mas pode ter certeza de que tive educação e aprendi a respeitar o próximo.

A gente pensa que idade vai trazer maturidade. Mas mudar o caráter e encarar a vida de frente não é algo que vem com o tempo pelo visto. Hello! Tenho mais o que fazer, diferentemente dela. Isso  é que é o triste de ter um pai muito rico. Não fez nada de relevante na vida, a não ser gastar dinheiro. E ainda tem coragem de virar a cara para as pessoas de origem mais simples. Só posso falar uma coisa: você pode até conseguir me deixar sem o personal trainer, mas vai ter que conviver comigo todos os dias, no mesmo prédio. Os incomodados que se mudem!!!

Acho que é isso por hoje.

Tenho que trabalhar. Gravar várias matérias bacanas.

Que nunca nos falte o supérfluo.

Beijos com carinho,

VAL

Continua após a publicidade
Publicidade