Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Tudo Sobre Cinema

Uma Noite de 12 Anos: resistência à brutal ditadura militar uruguaia

Filme retrata prisão e tortura do ex-presidente uruguaio José Mujica e dois companheiros entre 1973 e 1985

Por Helena Galante Atualizado em 11 fev 2021, 14h53 - Publicado em 12 fev 2021, 06h00

Pepe Mujica foi presidente do Uruguai entre 2010 e 2015. Seu triunfo nas urnas, porém, não é o mote de Uma Noite de 12 Anos, na Netflix. A história aqui se aproxima de um pesadelo real, ocorrido de 1973 a 1985. Foi nesse período que Mujica (Antonio de la Torre) e seus colegas foram capturados pelos militares.

Conduzidos sempre vendados para os porões da ditadura, eles passaram por torturas, não podiam ver a luz do sol, nem mesmo abrir a boca em celas nojentas. O silêncio era insuportável e quase levou Mujica à loucura — a cena com a mãe trazendo-o de volta à realidade é de uma emoção incontestável.

Em época de certa amnésia sobre os crimes cometidos pelos militares na região, é esclarecedor e pungente. Manual de história obrigatório.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

Publicado em VEJA São Paulo de 17 de fevereiro de 2021, edição nº 2725

Continua após a publicidade
Publicidade