Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Tudo Sobre Cinema

Oscar 2019: nove curiosidades sobre a cerimônia desta noite

Confira as novidades programadas pela Academia de Hollywood

Por Estadão Conteúdo 24 fev 2019, 18h23

 

A 91.ª edição do Oscar, que será realizada neste domingo, em Los Angeles, foi precedida por algumas polêmicas, como o fato de que não haverá um apresentador e a eliminação do anunciado prêmio de melhor filme popular.

Confira nove curiosidades que você precisa saber antes de assistir ao Oscar:.

1. Pela primeira vez em 30 anos a festa não terá um mestre de cerimônias. O comediante Kevin Hart, um dos mais populares dos Estados Unidos, foi o escolhido, mas antigas mensagens com conteúdo homofóbico na conta dele no Twitter o obrigaram a desistir.

2. Como contrapartida, a Academia de Hollywood não para de anunciar grandes nomes para anunciar os premiados de cada categoria: Charlize Theron, Javier Bardem, Angela Bassett, Chadwick Boseman, Emilia Clarke, James McAvoy, Melissa McCarthy, Jason Momoa, Daniel Craig, Chris Evans, Tina Fey, Whoopi Goldberg, Brie Larson, Jennifer López e Amy Poehler são alguns.

Bolão do Oscar: quem vai ganhar e quem merece ganhar

3. A uma semana da cerimônia, a Academia de Hollywood voltou atrás em uma das ideias mais polêmicas que tinha decidido aplicar: anunciar os prêmios de fotografia, montagem, curta-metragem e maquiagem durante os intervalos comerciais, o que gerou críticas de personalidades como Martin Scorsese, Guillermo del Toro, Alejandro González Iñárritu, Quentin Tarantino, George Clooney, Brad Pitt, Damien Chazelle e Spike Lee.

Continua após a publicidade

4. Roma pode bater vários recordes, como o de ser o primeiro longa não falado em inglês a conquistar o prêmio de melhor filme. E pode ser a primeira produção mexicana a ganhar a estatueta de melhor filme estrangeiro.

5. Se Cuarón levar o prêmio de melhor direção, será o segundo para ele e o quinto em seis anos para cineastas mexicanos: em 2014, ele próprio faturou por Gravidade; em 2015 foi a vez de Iñárritu, por Birdman; em 2016, Iñárritu ganhou novamente, por O Regresso; e em 2018, Guillermo del Toro levou o prêmio por A Forma da Água.

6. A categoria de melhor direção, aliás, será a mais internacional deste ano, com três cineastas estrangeiros indicados: Cuarón, o grego Yorgos Lanthimos, por A Favorita – filme que se iguala a Roma com dez indicações -, e o polonês Pawel Pawlikowsky, por Guerra Fria. Os donos da casa estarão representados por Spike Lee – sua primeira indicação, embora pareça mentira -, por Infiltrado na Klan, e Adam McKay, por Vice.

7. Também nesta edição, o filme com maior sucesso de bilheteira entre os participantes, Pantera Negra, deve levar apenas prêmios menores, após perder sua oportunidade de brilhar mais quando a Academia decidiu, após tê-lo anunciado, eliminar o Oscar de melhor filme popular.

Detalhe da produção de Lady Gaga (Foto: Reprodução)
Detalhe da produção de Lady Gaga: no Oscar de 2016 Reprodução/Veja SP

8. Um dos momentos mais esperados será o de ver a sempre extravagante Lady Gaga subir ao palco para receber o prêmio de melhor canção por Shallow, de Nasce Uma Estrela, filme que protagoniza – e pelo qual está indicada como melhor atriz, mas com poucas chances de ganhá-lo. No entanto, Kendrick Lamar, por All the Stars (Pantera Negra), tem chances de aparecer como azarão na categoria.

9. Nesta edição, os premiados terão até 90 segundos – a partir do momento em que são mencionados – para fazer o discurso de agradecimento. O que a Academia não esclareceu é se cortará o áudio dos microfones ou se os mais rápidos serão presenteados, por exemplo, com uma televisão, como aconteceu recentemente no Goya, maior premiação do cinema espanhol.

Quer me seguir nas redes sociais? Anote: 

Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
Twitter: @miguelbarbieri
Instagram: miguelbarbieri
YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

Continua após a publicidade
Publicidade