Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Tudo Sobre Cinema

Elenco totalmente gay brilha em The Boys in the Band, da Netflix

O filme, ambientado em 1968, tem Jim Parsons, Zachary Quinto e Matt Bomer entre os atores

Por Miguel Barbieri Atualizado em 30 set 2020, 14h08 - Publicado em 30 set 2020, 12h47

The Boys in the Band fez sucesso no circuito off-Broadway no fim dos anos 60 e virou filme em 1970, dirigido por William Friedkin (O Exorcista). O remake tem o onipresente Ryan Murphy (da recente série Ratched) de produtor executivo. Pouca coisa mudou no texto de Mart Crowley, e quem não gosta de “teatro filmado” pode achar aborrecido.

Toda ambientada num apartamento, a história gira em torno de uma festa e seus inesperados desdobramentos. Michael (Jim Parsons) recebe seus amigos para comemorar o aniversário de Harold (Zachary Quinto). Mas um ex-colega de escola aparece de surpresa. Alan (Brian Hutchison) estudou com Michael, é hétero, casado, tem filhos e nem desconfia que os convidados, incluindo o anfitrião, são gays.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

Embora se desenhe como uma comédia, o roteiro se encaminha para o drama, cada vez mais denso e pesado. Em 1968, numa era pré-aids, questões como liberdade sexual e homofobia recebem tratamentos adequados da época. Mas o que importa, agora, é a variedade de tipos e comportamentos homossexuais reunidos num único espaço, tão plural como nos dias de hoje.

O elenco, só de atores gays, reúne, além de Parsons, Quinto e Hutchison, Matt Bomer, Andrew Rannells, Charlie Carver, Robin de Jesus, Michael Benjamin Washington e Tuc Watkins, todos excelentes em suas performances, sejam elas mais intimistas ou espalhafatosas. É a grande novidade da semana na Netflix.

  • Quer me seguir nas redes sociais? Anote: 

    Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
    Twitter: @miguelbarbieri
    Instagram: miguelbarbieri
    YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade