Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Tudo Sobre Cinema

‘Cidade Pássaro’, de Matias Mariani, retrata a vida de imigrantes em SP

A partir das histórias dos protagonistas, também é possível vislumbrar o impacto visual da cidade sob o olhar estrangeiro

Por Helena Galante Atualizado em 17 dez 2020, 15h48 - Publicado em 18 dez 2020, 06h00

A partir de terça (22), chega ao público Cidade Pássaro, longa que participou do festival de Berlim 2020 e da 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Dirigido por Matias Mariani, é protagonizado por dois atores nigerianos, OC Ukeje, que dá vida a Amadi, e Chukwudi Iwuji, no papel de seu irmão, Ikenna, que se mudou para o Brasil e parece estar levando uma vida próspera como professor universitário.

Quando para de mandar notícias para a família, porém, acende no caçula Amadi o ímpeto de buscá-lo. Sua chegada a São Paulo oferece ao espectador um vislumbre do impacto visual da cidade sob um olhar estrangeiro.

Cidade Pássaro
Divulgação/Divulgação

Num labirinto que vai da má conservada Galeria Presidente, no centro, ao Jockey Club, ele vai refazendo a trilha do irmão, desconstruindo sua narrativa de sucesso e reconhecendo como é o cotidiano de imigrantes aqui. Nada idealizada, a conexão espiritual entre ambos desperta outra conexão importante, a com o espaço urbano. Netflix.

+Assine a Vejinha a partir de 5,90

Publicado em VEJA São Paulo de 23 de dezembro de 2020, edição nº 2718.

LEIA MAIS

 

Continua após a publicidade
Publicidade