Clique e assine por apenas 5,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

“Traumatizei Fernanda Souza e Zezé Di Camargo”, brinca ex-repórter

Entre coberturas de Carnaval e entrevistas com políticos e famosos, ex-integrante da Veja São Paulo relembra perrengues da redação

Por Humberto Abdo - Atualizado em 9 out 2020, 10h08 - Publicado em 9 out 2020, 06h00

“Você vai pagar psicóloga para a minha filha?” foi a pergunta que Ieda Passos, 54, ouviu após uma de suas matérias publicadas na Vejinha. Era a mãe de Fernanda Souza, na época atriz mirim da novela Chiquititas. “Comecei o texto com a descrição ‘baixinha e gordinha como suas fãs’, pois tinha entrevistado várias meninas que se identificavam com isso”, justifica. “Acho que a traumatizei, porque não lembro de ela voltar a falar com a revista.” Além das coberturas de Carnaval, Ieda já entrevistou Paulo Maluf durante um voo exclusivo de helicóptero — “queria desistir, nesse dia morri de medo” — e visitou Zezé Di Camargo em sua casa, onde soube que o local favorito do cantor era o quarto de casal com um espelho no teto. “‘Decorado como um motel’, meu editor fez questão de incluir”, relembra. “É claro que na semana seguinte tocou o telefone com Zezé lamentando e eu pedindo desculpas. Outro que nunca mais me deu entrevista.”

“Queria desistir, nesse dia morri de medo”, conta Ieda sobre voo de helicóptero com Paulo Maluf. Marcola dos Santos/Reprodução

Publicado em VEJA São Paulo de 14 de outubro de 2020, edição nº 2708.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

Publicidade