Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Ti-ti-ti cabeludo

Durante dez anos, o cabeleireiro Eron Araújo (à esq.) foi um dos  nomes mais requisitados do salão de Wanderley Nunes, o Studio W  do Shopping Iguatemi. A parceria de sucesso se encerrou em setembro  do ano passado e, três meses depois, Eron inaugurou o próprio negócio,  o Blend, no Itaim Bibi. Não demoraram a pipocar […]

Por Ricky Hiraoka Atualizado em 27 fev 2017, 12h45 - Publicado em 13 jan 2012, 23h30

Eron Araújo e Wanderley Nunes: amigos ou rivais?

Durante dez anos, o cabeleireiro Eron Araújo (à esq.) foi um dos  nomes mais requisitados do salão de Wanderley Nunes, o Studio W  do Shopping Iguatemi. A parceria de sucesso se encerrou em setembro  do ano passado e, três meses depois, Eron inaugurou o próprio negócio,  o Blend, no Itaim Bibi. Não demoraram a pipocar entre as clientes versões distintas sobre o fim do casamento profissional. Teve tesourada?  Veja (sem cortes) o que cada um tem a dizer sobre o bafão:

VEJA SÃO PAULO Eron, você foi demitido do Studio W?
Eron Araújo Não. Quis sair de lá porque aquilo virou um lava-rápido.

VEJA SÃO PAULO Como assim?
Eron Araújo Sou grato ao Wanderley, mas ele deixou o salão perder a qualidade. Não havia produtos, o banheiro não funcionava e minhas clientes sempre tinham problema com agendamento.

VEJA SÃO PAULO Faltavam produtos de que tipo?
Eron Araújo O filho do Wanderley corre na Fórmula 3. Quando a Wella se recusou a patrociná-lo, não podíamos usar nenhum produto da marca.

Continua após a publicidade

VEJA SÃO PAULO Por que decidiu criar um negócio próprio?
Eron Araújo Não foi por dinheiro. Eu era responsável pelo maior faturamento do W: 200 000 reais por mês. Quis montar meu salão para oferecer um serviço de qualidade.

VEJA SÃO PAULO Você saiu brigado do Studio W?
Eron Araújo Não. Outro dia encontrei o Wanderley, que pediu que eu trabalhasse na filial do W que ele vai abrir no JK Iguatemi. Não aceitei, claro.

VEJA SÃO PAULO Wanderley, você demitiu o Eron?
Wanderley Nunes Não o seguramos pela maneira insustentável como ele se comportava. Gritava na frente das clientes e chegou a ponto de olhar para o espelho e brigar consigo mesmo.

VEJA SÃO PAULO Ele disse que o Studio W vinha perdendo qualidade…
Wanderley Nunes Quem perdeu foi ele, pelo seu desequilíbrio emocional. Em vinte anos, tivemos um recorde de reclamações em relação ao comportamento dele.

VEJA SÃO PAULO Você retirou os produtos da Wella do salão pelo fato de ela não patrocinar seu filho na Fórmula 3 ?
Wanderley Nunes Imagine! Meu filho é patrocinado pelo Eike Batista e pelo Carlos Slim.

VEJA SÃO PAULO Você o convidou para trabalhar no Studio W do JK Iguatemi?
Wanderley Nunes Falei que, se ele se tratasse, pode ríamos trabalhar juntos de novo. Ele abaixou a cabeça, os olhos se encheram de lágrimas, e ele disse que eu tinha razão. Foi como um conselho de pai para filho.

Continua após a publicidade
Publicidade