Clique e assine por apenas 6,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Designer transforma bullying que fez no passado em empresa “do bem”

Miguel Neiva traz para o Brasil código que "traduz" cores para daltônicos

Por Ana Carolina Soares - Atualizado em 10 jan 2020, 11h53 - Publicado em 10 jan 2020, 06h00

O designer Miguel Neiva, 50, fará neste ano uma ponte aérea entre Braga, cidade onde vive, em Portugal, e a capital paulista. Ele quer abrir um escritório e trazer para cá o Color ADD, código universal criado há dez anos que “traduz” as cores para os daltônicos. O sistema é utilizado no metrô na cidade do Porto e para avisar se praias portuguesas estão próprias para banho. “Sonho implantá-lo nos transportes, em etiquetas de roupas e sinalizações com cores”, diz Neiva. A ideia surgiu após um bullying. “Nunca me esqueci de um colega de classe daltônico e das brincadeiras sem graça que fazíamos.” Em 1992, Neiva encontrou sua antiga vítima. Fez as pazes e participou de estudos sobre o sistema.

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 15 de janeiro de 2020, edição nº 2669.

Publicidade