Designer transforma bullying que fez no passado em empresa “do bem”

Miguel Neiva traz para o Brasil código que "traduz" cores para daltônicos

O designer Miguel Neiva, 50, fará neste ano uma ponte aérea entre Braga, cidade onde vive, em Portugal, e a capital paulista. Ele quer abrir um escritório e trazer para cá o Color ADD, código universal criado há dez anos que “traduz” as cores para os daltônicos. O sistema é utilizado no metrô na cidade do Porto e para avisar se praias portuguesas estão próprias para banho. “Sonho implantá-lo nos transportes, em etiquetas de roupas e sinalizações com cores”, diz Neiva. A ideia surgiu após um bullying. “Nunca me esqueci de um colega de classe daltônico e das brincadeiras sem graça que fazíamos.” Em 1992, Neiva encontrou sua antiga vítima. Fez as pazes e participou de estudos sobre o sistema.

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 15 de janeiro de 2020, edição nº 2669.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s