Clique e assine por apenas 5,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Silvio Santos pagará indenização a “colegas de trabalho” por danos morais

Clientes da Jequiti ganharam jogo "Vamos Brincar de Forca", não levaram o prêmio e entraram na Justiça. Entenda o caso:

Por Ana Carolina Soares - Atualizado em 21 fev 2020, 11h48 - Publicado em 21 fev 2020, 06h00

Um acordo proposto em 13 de fevereiro deverá encerrar um capítulo importante de uma novela judicial que se arrasta desde dezembro de 2012. Em novembro daquele ano, Maria de Fátima Barbosa, então vendedora da Jequiti, e sua cliente Santina Mathias foram sorteadas por Silvio Santos no quadro Vamos Brincar de Forca. Elas acertaram a palavra misteriosa, e o apresentador anunciou que levariam um prêmio conjunto de 600 000 reais.

A comemoração não durou nem uma semana: a produção ligou dizendo que haviam perdido tudo por terem deixado de assinalar a resposta à pergunta “Qual a empresa que dá prêmios para quem compra e para quem vende?” no cupom. Elas processaram Silvio, o SBT e a Jequiti por danos morais e materiais. Só em dezembro de 2019 a Justiça autorizou o pagamento de 110 100 reais cada uma por danos morais. Os advogados do conglomerado de SS questionaram o valor, e o acordo saiu na semana passada. Cada uma vai levar 101 300 reais.

A batalha pelos danos materiais será discutida no Superior Tribunal de Justiça, ainda sem previsão. “Quero terminar logo essa guerra. As duas entraram em depressão e Santina faleceu em 2018, aos 83 anos, sonhando em receber seu dinheiro”, afirma Heleno Facco Jr., advogado das duas mulheres. Ele acredita que a bolada saia até o segundo semestre. A defesa da outra parte não quis se pronunciar. Curiosidade: sabe qual era a tal palavra misteriosa? “Indisposto”.

Publicidade