Clique e assine por apenas 6,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade.

Projeto na Bela Vista contraria moradores do Praça dos Franceses

O terreno de 2 mil metros quadrados seria usado para seis prédios, cada um com nove andares e obstruiria parte da visão do conjunto residencial

Por Humberto Abdo - Atualizado em 22 May 2020, 17h34 - Publicado em 22 May 2020, 06h00

Na Bela Vista, um projeto de habitação popular planejado para a Rua Almirante Marques de Leão sofre oposição de moradores do condomínio Praça dos Franceses, na rua de trás. Entre eles está o ex-deputado petista Adriano Diogo, 71, que reclama do tamanho da construção, capaz de obstruir parte da visão do conjunto residencial, e também do procedimento de análise escolhido para os edifícios, o Aprova Rápido. Para ele, pelas características, a obra precisa de exame mais minucioso. Segundo relatório fotográfico feito pelo autor do projeto, o terreno de 2 198 metros quadrados seria usado para seis prédios, cada um com nove andares. “Além de ser uma coisa horrorosa, é um terreno estreito (14,67 metros) e querem construir uma muralha”, critica Diogo. Em petição à Secretaria Municipal de Licenciamento, moradores apontaram características que podem ameaçar a infraestrutura do próprio condomínio, como o desnível de quase 30 metros entre o piso das duas ruas. “Usaram o artifício de dizer que é habitação de interesse social, e não é coisa nenhuma.” Procurada, a Canopus Construtora, responsável pelo projeto, afirma que o empreendimento ainda está em fase de estudo e aquisição de terreno.

Terreno da Bela Vista Adriano Diogo/Divulgação

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 27 de maio de 2020, edição nº 2688.

Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Publicidade