Clique e assine por apenas 5,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Prefeitura derruba página de Parque Ibirapuera após críticas a Bruno Covas

Perfil defendia reabertura total e publicava alfinetadas sobre medidas de segurança na quarentena; novo perfil já foi criado e reclamações continuam

Por Humberto Abdo - Atualizado em 16 out 2020, 03h01 - Publicado em 16 out 2020, 03h15

“Impeachment de Covas”, defendia em um fundo preto com letras vermelhas a postagem do Parque Ibirapuera Conservação. Desde setembro, a organização divulga declarações repletas de críticas e alfinetadas à prefeitura pelas medidas na quarentena — como manter o parque fechado aos fins de semana. “Até quando o prefeito vai restringir nosso passeio de sábado e ‘mandar’ todo mundo para os shoppings?”, questiona. Concedido à iniciativa privada em 2019, o Ibirapuera será assumido em novembro pela Urbia, que lamentou o debate sobre as ações de prevenção. “A impressão que tenho é de que a prefeitura está tentando economizar dinheiro. Se os shoppings foram abertos, os parques também deveriam ser”, contrapõe o vereador Gilberto Natalini (PV). Em 26 de setembro, a página afirmou ter sido bloqueada pelo prefeito Bruno Covas e anunciou que em breve seria “censurada”. Em nota, a prefeitura confirmou a liminar para desativar o perfil por desacreditar medidas sanitárias e desinformar os seguidores, “agravado pelo nome, que gerava a aparência de um canal de comunicação oficial”. Cocriador do Conservação, Thobias Furtado não retornou os pedidos de resposta. Após fechar a conta original, o perfil lançou o Amigos do Ibirapuera, já com 11 000 seguidores no Instagram, onde mantém as mesmas provocações acaloradas.

Críticas e “textões” sobre prefeitura e quarentena atraíram cada vez mais seguidores e comentários na página. Instagram/Reprodução
Página dedicada ao parque precisou ser encerrada no Instagram. Instagram/Reprodução
Thobias Furtado, cofundador da organização Parque Ibirapuera Conservação. Divulgação/Divulgação
Alto engajamento: postagens diárias e interação nos comentários eram a regra. Instagram/Reprodução
Perfil derrubado no Instagram apostava em legendas ácidas e alfinetadas sobre prefeito Bruno Covas. Instagram/Reprodução
Prestes a ser cancelada por liminar, administração da página anunciou novo endereço, onde mantém as atividades. Instagram/Reprodução
Ver essa foto no Instagram

Alguém nos explica como alguém com tamanha aversão a crianças na natureza foi virar prefeito?!?

Uma publicação compartilhada por Amigos do Ibirapuera (@parque_ibirapuera) em

 

 

Publicado em VEJA São Paulo de 21 de outubro de 2020, edição nº 2709.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

Continua após a publicidade
Publicidade