Clique e assine por apenas 5,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Escola bilíngue na Zona Leste é construída com 2,5 milhões de caixas

Moradores ajudaram na obra no Parque São Rafael; colégio cobrará mensalidades de 150 a 550 reais

Por Humberto Abdo - Atualizado em 16 out 2020, 17h27 - Publicado em 16 out 2020, 06h00

No extremo leste da cidade, até 100 crianças terão acesso à primeira escola sustentável do Parque São Rafael. Mais de 600 voluntários ajudaram a levantar a construção, criada pelo Grupo Mangalô e feita com caixas plásticas recicladas e transformadas em chapas e telhas. “É um projeto desenhado e pensado por engenheiros e arquitetos, mas contou com a ajuda de moradores das comunidades próximas, gente que levava a própria ferramenta ou que nunca tinha batido um martelo”, conta Fernando Teles, fundador da ONG. Baseada no método Montessori, a instituição bilíngue planeja receber estudantes bolsistas ou pagantes de mensalidades sociais, com valores de 150 a 550 reais, de acordo com a renda familiar. “Com mais de dois milhões de caixas, virou um casarão com boa acústica e que não gera bolor ou umidade.” Outra vantagem, segundo Teles, é o tempo de vida da estrutura. “Plástico e alumínio demoram séculos para se decompor.”

Fernando Teles, fundador do Grupo Mangalô. Gustavo Ortiz/Divulgação

 

*Este texto foi alterado

Publicado em VEJA São Paulo de 21 de outubro de 2020, edição nº 2709.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

Continua após a publicidade
Publicidade