Clique e assine com até 89% de desconto
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Marquezine atrasadíssima, Wolf Maya empolgadíssimo e outros detalhes no lançamento de I Love Paraisópolis

Na regra de etiqueta dos famosos, quão mais relevante a pessoa é… mais atrasada ela aparece em um evento. Mas existe um limite do aceitável? Protagonista de I Love Paraisópolis, novela nas sete que estreia no dia 11 de maio, Bruna Marquezine deixou o staff da Globo de cabelo em pé. Marcada para às 20h30, […]

Por João Batista Jr. Atualizado em 26 fev 2017, 16h51 - Publicado em 30 abr 2015, 13h58
Bruna Marquezine, que chego dus horas atrasado, a Caio Catsro, caracterizado como seu personagem: I Love Paraisópolis começa no dia 11 de maio (Foto: Fernando Mpraes)

Bruna Marquezine, que chegou duas horas atrasada, a Caio Castro, caracterizado como seu personagem: I Love Paraisópolis começa no dia 11 de maio (Foto: Fernando Moraes)

Na regra de etiqueta dos famosos, quão mais relevante a pessoa é… mais atrasada ela aparece em um evento. Mas existe um limite do aceitável? Protagonista de I Love Paraisópolis, novela nas sete que estreia no dia 11 de maio, Bruna Marquezine deixou o staff da Globo de cabelo em pé. Marcada para às 20h30, ela chegou à festa de lançamento às 22h40. Exatamente no momento em que Wolf Maya, diretor de núcleo, estava no palco apresentando os diretores e chamando o elenco para perto. Uma funcionária da Globo fez, então, o seguinte comentário: “Por isso que eu gosto de trabalhar com o Tony Ramos. Ele nunca se atrasou para nenhum compromisso. E olha que a Bruna tem apenas 19 anos…”

+ Val Marchiori expulsa o marido de casa

Com vestido e bolsa Dolce & Gabbana, a atriz se atrasou pelo mais simples dos motivos: demorou para se arrumar. A menina foi cercada por fotógrafos enquanto um telão mostrava um clipe da novela, com as cenas que vão ao ar nas próximas semanas. Em função do alvoroço em torno dela e do espoco dos flashes, pouca gente conseguiu prestar a atenção no que era mostrado. Bruna chegou ao lado de Tatá Werneck, sua irmã na novela. “Demorei no banho”, brincou Tatá, que vestia um modelito Gucci.

Wolf Maya e a namorada, Renata Bonjesus: animação, beijos e uísque (Foto: Fernando Moraes)

Maya e Renata: animação, beijos e uísque (Foto: Fernando Moraes)

Wolf Maya foi o mais animado e eufórico da noite. “Sim, ela é a minha namorada”, respondeu antes mesmo de ser perguntado sobre a sua companhia. “Ela se chama Renata Bonjesus. Bonjesus com N, não com M.” Mal terminou a frase e lascou um beijo na boca da menina de 29 anos. Maya tem 62. Os fotógrafos fizeram a festa. “Nós somos namorados e isso já tem um tempo. Não contamos antes para evitar agouro das pessoas.” Mais beijos, mais olhares apaixonados. Pouco tempo depois, Maya pediu a um conhecido para buscar o que seria seu primeiro copo de uísque da noite.

A linda Maria Casadevall: look não fez jus à sua beleza (Foto: Fernando Moraes)

A linda Maria Casadevall: look não fez jus à sua beleza (Foto: Fernando Moraes)

Uma das mais bonitas do elenco, Maria Casadevall vestiu uma roupa que não fez jus à sua beleza. Blusa der tricô, saia com volume, meia-calça e, para arrematar, uma gravata Ricardo Almeida. “Foi uma coragem usar esse visual, com roupas garimpadas em brechó.” Ela e o namorado, o ator Caio Castro, chegaram à festa com um fusca vermelho ano 1978. O carro é de Maria e tem o simpático apelido de Carlito.

+ Celso Russomano é processado por mulher que diz ter escorregado em “santinhos” de campanha 

Lucy Ramos era toda sorridos por conquistar um papel, em suas palavras, “fora do estereótipo”. “Interpreto uma psicóloga que estudou na USP e fez cursos em Londres”, conta. “Sou muito agradecida, mas não queria fazer uma personagem cuja cor fosse um pré-requisito. Mas não tenho problema nenhum em interpretar empregadas.”

Continua após a publicidade
Lucy Ramos: vive psicóloga formada na USP (Foto: Fernando Moraes)

Lucy Ramos: vive psicóloga formada na USP (Foto: Fernando Moraes)

Sotaques, fofuras e outros detalhes  

– A carioca Letícia Spiller interpreta uma dondoca paulistana, daí ter de prestar a atenção em seu sotaque. “É uma mulher com sotaque rico, puxado. Mas tenho muita experiência com exercícios vocais, não precisei fazer aulas com um fonoaudiólogo.”

– Protagonista da minissérie Hoje é Dia de Maria quando então tinha 10 anos, Carolina Oliveira viverá uma periguete em I Love Paraisópolis. “O papel de uma alpinista social. Ela quer sair da favela para ir morar no Morumbi.”

– Sabe o cantor Eduardo Dussek, autor da música Rock da Cachorra? Ele foi resgatado dos anos 80 para a TV. “Já fiz algumas participações na Globo, mas nunca uma novela inteira”, conta. “O Wolf me chamou, o papel era bom, com salário fixo… Resolvi topar.”

– O ruivo João Côrtes, que faz as hilárias campanhas de uma operadora de celular, foi um dos que mais fotografados da noite. E ele não faz parte do elenco da novela. “Eu adoro o carinho das pessoas. Acabei de voltar de Nova York, onde fiz um curso de cinema durante 3 meses.”

+ A moda dos doces sem glúten e lactose nos casamentos 

Momento fofura: Henry Castelli interrompeu entrevistas e fotos quando foi avisado que sua mãe estava na porta tentando entrar na festa. “Deixa eu buscá-la e já venho.”

Momento com licença: a blogueira Lalá Noleto tentava fazer uma foto de Tatá Werneck, quando entrou na frente de um fotógrafo profissional. “Pode dar licença?”, disse ele à blogueira.

Momento escola de atores Wolf Maya: os bartenders contratados vestiam boné de aba quadrada e muitos eram tatuados. Todos eram modelos. “Não somos de Paraisópolis, estamos fazendo um personagem”, contou Caio Bianco, 24 anos. “Hoje estou servindo, mas amanhã vou estar na TV.”

Os bartenders Daniel Arcaide e Caio Bianco:  sonho de trabalhar na TV (Foto: Fernando Moraes)

Os bartenders Daniel Arcaide e Caio Bianco: “Não somos de Paraisópolis, estamos fazendo um personagem” (Foto: Fernando Moraes)

Continua após a publicidade
Publicidade