Clique e assine por apenas 6,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Leilão reúne coleção de arte avaliada em mais de 6 milhões de reais

Acervo que pertenceu a ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira inclui fotografias de German Lorca e obras de Tunga e Tarsila do Amaral

Por Humberto Abdo - Atualizado em 11 set 2020, 14h46 - Publicado em 11 set 2020, 06h00

Leiloeiro há mais de trinta anos, James Lisboa, 65, comanda um dos maiores leilões recebidos pelo seu escritório. São pinturas, fotografias e miniaturas de modelos navais que pertenceram a Edemar Cid Ferreira, ex-banqueiro responsável pelo Banco Santos, cuja falência foi decretada em 2005. A soma das peças é avaliada em mais de 6 milhões de reais e inclui obras de Tarsila do Amaral e Tunga. Um dos destaques é a pintura de 16 metros do americano Frank Stella, com lance inicial de 3 milhões. “(O acervo) já veio com os valores prontos, avaliados por um perito judicial há quinze anos”, explica. Segundo Lisboa, a cotação antiga cria ainda mais expectativa sobre os lances. “Mas todo leilão envolve adrenalina, para mim não importa se uma peça vai custar 100 reais ou 100 000.”

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

 

The Foundling N#6, quadro com 16 metros de comprimento assinado pelo norte-americano Frank Stella. Cortesia de James Lisboa e Ariel From/Reprodução
Leilão conduzido por James Lisboa será dividido em dez etapas e inclui quase duas mil peças no total. Divulgação/Divulgação
Estudo para Operários, obra de Tarsila do Amaral com lance inicial de 32 000 reais. Cortesia de James Lisboa e Ariel From/Reprodução
Leiloeiro em espaço de exposição de seu escritório. Divulgação/Divulgação

 

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 16 de setembro de 2020, edição nº 2704.

Continua após a publicidade
Publicidade