Clique e assine por apenas 5,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Cantora de jazz, Jesuton vem à São Paulo lançar seu novo trabalho

Nascida em Londres, a cantora ganhou fama no Brasil a partir do apresentador Luciano Huck

Por Ana Carolina Soares - Atualizado em 29 out 2019, 11h44 - Publicado em 18 out 2019, 06h00

A máxima “minha casa é o mundo” encaixa-se na trajetória da cantora Jesuton, 34. Nascida em Londres, ela se mudou para o Rio em 2012 e cantava nas ruas. Naquele mesmo ano, Luciano Huck mostrou em seu programa um dos shows da moça nas calçadas de Ipanema, e ela ficou conhecida. No fim de 2018, desembarcou em Higienópolis. “São Paulo é mais parecida com Londres”, diz. Por aqui, fez sua apresentação em homenagem a Nina Simone em diversas casas. “Choro ao cantar I Put a Spell on You. Sou intensa.” Militante feminista, em 14 de setembro discursou sobre ser mulher negra, na Universidade de Oxford, em sua cidade natal, onde cursou ciências humanas. Em julho, migrou para Lisboa, mas volta e meia aparece por aqui para compor em um estúdio nos Jardins. Em 7 de novembro, retorna à capital, no Jazz nos Fundos, em Pinheiros, para exibir seu novo trabalho, Home. “O mundo, na verdade, é pequeno, e não quero me fixar em um só lugar.”

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 23 de outubro de 2019, edição nº 2657.

 

Publicidade