Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Irmã do bailarino Ismael Ivo acusa cenógrafo de invadir o apartamento dele

Alemão entrou com pedido de reconhecimento de união estável e foi nomeado inventariante dos bens pela Justiça, mas familiar diz que é a única herdeira

Por Sérgio Quintella Atualizado em 19 jul 2021, 14h42 - Publicado em 28 Maio 2021, 06h00

A irmã do bailarino Ismael Ivo, morto em abril deste ano aos 66 anos, acusa o cenógrafo alemão Marcel Kaskeline, 58, de invadir o apartamento do ex-diretor do Balé da Cidade e subtrair objetos de valor, comendas, prêmios e fotos da família enquanto ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês com Covid. Vera Isolina Ivo, 68, se diz a única herdeira do irmão, mas na última segunda (24) a Justiça nomeou Kaskeline, que move uma ação de união estável com Ismael, como inventariante dos bens do bailarino. Ainda cabe recurso dessa decisão. “Se tiveram alguma relação afetiva, foi no passado, que se rompeu quando Ismael voltou para o Brasil em 2017. Desde então, Marcel não morou com Ismael em São Paulo, onde ele viveu até o dia de sua morte”, afirma a advogada de Vera no processo. Procurado, Glauco Martins, que defende Kaskeline, diz que vai se pronunciar no processo quando for intimado.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 2 de junho de 2021, edição nº 2740.

Publicidade