Clique e assine por apenas 5,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Ex-provedor da Santa Casa vai à Justiça por indireta publicada no Facebook

Réu em ação bilionária de enriquecimento ilícito, o advogado Kalil Rocha Abdalla questiona postagem feita pelo pediatra José Luiz Egydio Setúbal

Por Sérgio Quintella - Atualizado em 18 set 2020, 11h28 - Publicado em 18 set 2020, 06h00

Ex-provedor da Santa Casa de Misericórdia e réu em uma ação bilionária de enriquecimento ilícito, o advogado Kalil Rocha Abdalla pediu explicações na Justiça ao pediatra José Luiz Egydio Setúbal, herdeiro do Banco Itaú e também ex-provedor da instituição filantrópica. O motivo foi uma postagem no Facebook, feita em julho, na qual Setúbal dá os parabéns ao atual gestor, Antonio Penteado Mendonça, por conseguir doações em tempos de pandemia. “Não pode deixar a turma do antigo provedor corrupto voltar, soube que estão se movimentando para tomar de assalto…”, postou. Na petição, assinada por ele mesmo, Abdalla quer saber a quem foram endereçadas as palavras. Dependendo da resposta, a fala pode servir de base para um processo criminal por calúnia e difamação. Procurados, ambos não comentaram. Na ação movida contra Kalil, o Ministério Público afirma que houve superfaturamento na compra de medicamentos com dinheiro público e pede o ressarcimento de 1,4 bilhão de reais. Demissões e crises se seguiram. O caso não foi julgado e Kalil se diz inocente.

Corredor da Santa Casa de Misericórdia, instituição localizada na região de Santa Cecília. Raul Juste Lores/Veja SP

 

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 23 de setembro de 2020, edição nº 2705.

Publicidade