Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Empresária trans fatura mais de 150 000 euros com artistas internacionais em Milão

Com clientes como Léo Picon e o americano Austin Mahone, Valentina Saluz passa temporada em São Paulo para finalizar procedimento estético

Por Humberto Abdo Atualizado em 20 Maio 2021, 14h06 - Publicado em 21 Maio 2021, 06h00

Nova diretora executiva de uma agência de relações públicas em Milão, Valentina Saluz, 25, começou a carreira como funcionária de cruzeiros turísticos. De Salvador, a empresária cresceu ao lado da avó e deu início à transição de gênero após migrar para a Europa. “Quando minha mãe estava grávida, o médico tinha dito que eu era menina, então já tinham comprado o enxoval e decidido o nome”, relembra. “Ela brigou comigo não pela transição, mas porque eu não quis o nome antigo! Valentina é chique.”

Valentina Saluz posa em frente a portão preto de ferro. Veste jaqueta bege e segura bolsa de cor cinza.
Valentina Saluz: de Salvador para carreira internacional com agência de relações públicas. Celine Bourreau/Patrício Rodrigues/Divulgação

Com a experiência internacional, aprendeu cinco idiomas e em 2020 faturou cerca de 150 000 euros entre salários, comissões e contratos e conquistou clientes como Léo Picon e o americano Austin Mahone. “Mas ainda sou mão fechada”, brinca. Entre Milão e Paris, ela também chegou a ser casada. “Casei com vestido e tudo… Sou ariana, me apaixono todos os dias.” Após assumir o novo cargo, ela passa uma temporada em São Paulo para completar uma cirurgia de feminização facial.

Valentina Saluz posa sentada em praça com óculos escuros e roupas brancas.
Soteropolitana Valentina Saluz faz sucesso como empresária em Milão e Paris. Celine Bourreau/Patrício Rodrigues/Divulgação
Valentina Saluz sorri para a câmera. Veste blusa cinza e chapéu preto.
Valentina Saluz: vida de empresária na Europa inclui exercícios diários e clientes internacionais na agência de relações públicas. Celine Bourreau/Patrício Rodrigues/Divulgação

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 26 de maio de 2021, edição nº 2739.

Continua após a publicidade
Publicidade