Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Blogueiras são tema de novo livro publicado por pesquisadora paulistana

Especialista em comunicação passou quatro anos monitorando atividades de 52 influenciadoras para publicar a primeira tese sobre a profissão digital na USP

Por Humberto Abdo Atualizado em 4 dez 2020, 11h04 - Publicado em 4 dez 2020, 06h00

Após passar quatro anos monitorando 52 blogueiras, nomes como Camila Coutinho e Camila Coelho, Issaaf Karhawi, 32, é a primeira pesquisadora a publicar uma tese dedicada à profissão de influenciadora no país. “Queria entender como elas próprias falavam da ocupação no ambiente delas”, resume Issaaf, que produziu o trabalho na ECA-USP e acaba de publicá-lo em livro. A partir de um ranking mundial das maiores blogueiras de moda, ela selecionou as brasileiras mais bem colocadas para definir os nomes que fariam parte do estudo. “Entre as 52, todas eram jovens, falavam de moda considerada padrão e tinham o corpo dentro desse padrão. Poucas eram plus size e dava para contar nos dedos quantas eram negras”, observa. Entre casos curiosos, Issaaf lembra de um em 2013, quando uma jovem decidiu dar uma carteirada em uma balada. Ela tentou furar fila dizendo “Sou blogueira”. O termo influencer só passou a ser usado em 2018. “E nem se imaginava que virariam milionárias.”

Publicado em VEJA São Paulo de 9 de dezembro de 2020, edição nº 2716.

+Assine a Vejinha a partir de 5,90

Publicidade