Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Humberto Abdo (Maria Carolina Matheus da Silva) Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Obras do metrô ganham apelido de ‘Beco da Mulher-Maravilha’ após série de perrengues

Luz intensa e desvios estão entre as queixas dos vizinhos, entre eles a chef Carla Pernambuco; empresa afirma ter comunicado os moradores com antecedência

Por Humberto Abdo Atualizado em 18 nov 2021, 18h48 - Publicado em 19 nov 2021, 06h00

Um longo perrengue deu vida ao Beco da Mulher Maravilha, em Higienópolis. Esse foi o apelido bem-humorado que a chef Carla Pernambuco resolveu dar aos transtornos das obras da Linha 6 — Laranja do metrô, que atravancaram o funcionamento do seu restaurante e a rotina dos vizinhos na Rua Sergipe.

“Sem comunicado oficial, bloquearam a área bem na altura do Carlota e usam aqui para parar os caminhões… Me inspirei no Beco do Batman para a novidade.”

Além do bloqueio, ela reclama da poda de árvores que derrubou fios de internet (e atrapalhou o delivery por dois dias), da instalação dos tapumes, que quebrou o encanamento, e da iluminação intensa. “Praticamente uma luz de interrogatório”, ironiza.

A LinhaUni, concessionária responsável, afirmou em nota que “comunica antecipadamente os desvios e bloqueios nos sentidos de vias”. Os problemas no encanamento, segundo a empresa, não foram causados pela obra e já foram solucionados. “Com relação à internet, o manejo arbóreo foi realizado pela concessionária de energia elétrica.”

Carla Pernambuco posa de braços cruzados com cardigã cinza e vestido rosa. Ao fundo, espaço com cor de terra destaca obras do metrô.
Carla Pernambuco. Lucas Terribili/Divulgação

Publicado em VEJA São Paulo de 24 de novembro de 2021, edição nº 2765

Continua após a publicidade

Publicidade