O “cano” de Ludmilla e outros detalhes dos bastidores do Baile da Vogue

Saiba quais foram os melhores looks do evento deste sábado (23) no Hotel Unique

Com uma decoração dourada e a capacidade beirando o limite de 800 pessoas do salão do Hotel Unique, nos Jardins, a 15ª edição do Baile da Vogue reuniu personalidades de diversas áreas. O evento inicialmente estava agendado para fevereiro, mas, uma semana antes, foi remarcado por causa da festa da ex-diretora de estilo, Donata Meirelles, que se afastou da publicação após seu aniversário ser acusado de racista por ativistas.

Após a polêmica, o baile ganhou novos ares. No line-up, foram chamados artistas ativistas, como Majur, cantora que combate o preconceito racial, e Hiran, que abraça a causa LGBT.  Além deles, cantaram Jorge Ben Jor, Dudu Nobre, Jeniffer Nascimento, além dos grupos Banda Eva, As Bahias e a Cozinha Mineira e o bloco Acadêmicos do Baixo Augusta, que abriu a folia. A apresentação ficou por conta de Glória Maria, Bruno Astuto e Sabrina Sato.

A seguir, detalhes sobre a noite:

  • Sabe aquelas surpresas que todo mundo sabe de antemão? Desde o início da tarde do sábado (23), a cantora Ludmilla anunciava em seu stories no Instagram o passo a passo de sua preparação para o “show-surpresa” que faria no baile. Ela substituiria a cantora Ivete Sangalo, que estava escalada para a data inicial, em fevereiro. Mas o show de Jorge Ben Jor acabou se estendendo (durou mais de uma hora e acabou por volta da 1h da manhã) e Lud deixou o hotel sem cantar.
Larissa Manoela e Leonardo Cidade

Larissa Manoela e Leonardo Cidade (Lu Prezia, Ale Virgilio, Ali Karakas, Ricardo Toscani e Cleiby Trevissan/Veja SP)

  • “Tenho outro show marcado há mais de um ano. Tenho um compromisso com essas pessoas e, infelizmente, não posso me atrasar lá. Por isso, não vou conseguir me apresentar. Fiquei triste, porque está cheio de amigo meu no evento esperando. Neste ano não vai rolar”, explicou em um vídeo no stories.
Jeff Ares Walerio Araujo e Fabio Kawallys

Jeff Ares Walerio Araujo e Fabio Kawallys (Lu Prezia, Ale Virgilio, Ali Karakas, Ricardo Toscani e Cleiby Trevissan/Veja SP)

  • Com o tema “Uma Noite na Ópera”, a festa teve o dourado como protagonista. Entre as fantasias mais surpreendentes estavam a da modelo Schynaider (que idealizou uma “Carmen toreadora”), Sheron Menezzes (linda como Xerazade, de As Mil e Uma Noites) e Walério Araújo, que foi de lustre (?!).
Sheron Menezzes

Sheron Menezzes (Lu Prezia, Ale Virgilio, Ali Karakas, Ricardo Toscani e Cleiby Trevissan/Veja SP)

Schynaider Garnero

Schynaider Garnero (Lu Prezia, Ale Virgilio, Ali Karakas, Ricardo Toscani e Cleiby Trevissan/Veja SP)

  • A inspiração mais comum foi Turandot, a famosa princesa da Pérsia, com sua coroa dourada. A atriz Camila Queiroz e a top Isabeli Fontana apostaram na personagem.
  • “Sempre venho pelada, mas neste ano decidi inovar”, brincou Sabrina Sato. Assinado pelo estilista japonês Tomo Koizumi, seu vestido pesava mais de 7 quilos e levava mais de 150 metros de organza de seda. “É todo colorido, para celebrar a diversidade”, disse.

 (Lu Prezia, Ale Virgilio, Ali Karakas, Ricardo Toscani e Cleiby Trevissan/Veja SP)

  • Como uma espécie de “rainha da ópera”, a socialite Val Marchiori comentava com os amigos que acabara de assinar com a RedeTV! Contrato novo, não podia dar detalhes sobre o assunto, mas seria um programa solo e semanal.
  • Quem também acabou de assinar com a RedeTV! foi Amaury Jr. De microfone em punho, ele comandou o “red carpet” do evento. Seu programa semanal tem estreia prevista para abril. Além disso, lidera um canal em Orlando, onde se tornou sócio no fim do ano. Aliás, houve uma mudança no nome da emissora: de Canal Brasil, tornou-se BraziTV. “Eu saí da Band no início do ano, mas a RedeTV! fez uma boa proposta e decidi voltar”, contou.

 (Lu Prezia, Ale Virgilio, Ali Karakas, Ricardo Toscani e Cleiby Trevissan/Veja SP)

  • Ao lado do empresário, Luciana Gimenez circulou pela festa. Ficou bem longe de Daniela Albuquerque, apresentadora da RedeTV!, que circulava com Amilcare Dallevo Jr, sócio da emissora ao lado de seu ex-marido, Marcelo de Carvalho.
  • No palco, apresentadores anunciaram que parte da renda dos patrocinadores seria revertida a causas sociais. A primeira entidade a subir no palco foi a Casa Spectaculu, escola de arte e tecnologia que oferece inserção no mercado de trabalho de pessoas que moram em favelas ou estejam em situação de vulnerabilidade social. “Conheci o trabalho maravilhoso deles quando trabalhei como Tancinha com um maquiador formado por lá”, disse Mariana Ximenes, madrinha da instituição.

 (Lu Prezia, Ale Virgilio, Ali Karakas, Ricardo Toscani e Cleiby Trevissan/Veja SP)

  • “Ter privilégios não é um problema; não reconhecê-los, sim. E ter essas organizações aqui hoje é um reconhecimento da importância de compartilhar e olhar para quem mais necessita”, discursou Iran Giusti, fundador da Casa1, a segunda organização que subiu ao palco. A entidade acolhe jovens LGBTQ+ que foram expulsos de casa por conta de suas orientações sexuais e que quase fechou as portas devido à falta de recursos financeiros.
  • Edu Lyra, da Gerando Falcões, rede de ONGs que atua nas periferias, fez o discurso mais emocionante. “A minha mãe fala todos os dias para mim: ‘Filho, não importa da onde você veio e sim para onde você vai’. E eu fui para a faculdade, escrevi um livro. Peguei o dinheiro desse livro e usei para criar a Gerando Falcões. Tudo que minha mãe me dizia na favela se tornou realidade. Fui eleito pelo Fórum Econômico Mundial um dos quinze jovens que podem mudar o mundo, ‘homem do ano’ pela revista GQ e dei palestra em Harvard. Queria deixar uma mensagem para todo mundo que está no Baile da Vogue. A gente precisa ter a ousadia de derrubar os muros que nos dividem e construir as pontes que nos unem. A sociedade é divida e essa divisão não ajuda ninguém e só nos coloca no buraco. Queria convocá-los para ter a ousadia de fazer pontes, entrar na favela e construir pontes. Não temos mais tempo a perder.”
  • E, após o discurso propondo o fim das diferenças, a pista retomou ao som do hit I Will Survive.
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s