Mulher relata ter sido agredida no Iulia, restaurante no Jockey Club de SP

"Esse vídeo é um relato da covardia que sofri da família dos proprietários do restaurante Iulia Jockey", escreveu a consultora imobiliária Milka Borges

A consultora imobiliária e influenciadora digital Milka Borges foi ao Instagram na noite desta terça-feira (14) compartilhar um vídeo onde afirma ter sofrido uma agressão da família dos proprietários do restaurante Iulia, no Jockey Club de São Paulo. “Esse vídeo é um relato da covardia que sofri da família dos proprietários do restaurante Iulia Jockey, dentro do Jockey de São Paulo”.

“No sábado (11), por volta das 20h, cheguei ao local para o jantar de aniversário de um amigo. Em meados das 21h, fui com uma amiga usar o banheiro e esperamos a nossa vez na fila. Uma moça que não conhecia, identificamos posteriormente por Fernanda Bonito, chegou no banheiro nitidamente exaltada! Falou para todas que estavam no banheiro que ela mandava no local e esmurrando todas as portas dizendo que ia entrar na cabine antes de qualquer uma que esperava a vez para usar o toalete. As meninas que aguardavam informaram que existia uma fila e que ela precisava aguardar a vez dela”, explicou Milka na publicação.

No momento que vagou a primeira cabine, a Fernanda veio correndo e lutou com a minha amiga pra tirar ela da cabine que ela que iria usar. Minha amiga, mesmo sem acreditar no que estava acontecendo, deixou ela usar. Uma amiga da Fernanda pediu que a gente relevasse a atitude e então deixamos para lá. Nesse momento alertamos que a moça cuidasse da amiga porque ela estava realmente muito descontrolada”, continuou o relato. “Quando ela saiu do banheiro, começou procurar minha amiga e gritar: ‘Onde está aquela vagabunda? Eu vou chamar os seguranças, eu tiro quem eu quiser daqui. Ela não sabe com quem ela está falando!'”.

A amiga dela segurou ela é falou: ‘Calma amiga’. Ela continuou empurrando todo mundo na fila gritando ‘Calma nada!’. Quando ela chegou em minha direção, eu estava na fila do lado da porta de saída do banheiro, ela ignorou que eu estava ali e me empurrou. Segurei por causa do seu descontrole ao vir em minha direção. Nisso ela puxou meu cabelo, agarrou meu braço e arrancou meu colar, me arranhando”. 

View this post on Instagram

Esse vídeo é um relato da covardia que sofri da família dos proprietários do restaurante @iuliajockey dentro do Jockey de SP. No sábado, 11, por volta das 20h cheguei ao local para o jantar de aniversário de um amigo. Em meados das 21h, fui com uma amiga usar o banheiro e esperamos a nossa vez na fila. Uma moça que não conhecia, identificada posteriormente por @fernandabonito ,chegou no banheiro nitidamente exaltada! Falou para todas que estavam no banheiro que ela mandava no local e esmurrando todas as portas dizendo que iria entrar na cabine antes de qualquer uma que esperava a vez para usar a toalete. As meninas que aguardavam informaram que existia uma fila e que ela precisava aguardar a vez dela. No momento que vagou a primeira cabine, a Fernanda veio correndo e lutou com a minha amiga pra tirar ela da cabine que ela que iria usar. Minha amiga, mesmo sem acreditar no que estava acontecendo, deixou ela usar. Uma amiga da Fernanda pediu que a gente relevasse a atitude e então deixamos para lá. Nesse momento alertamos que a moça cuidasse da amiga porque ela estava realmente muito descontrolada. Quando ela saiu do banheiro, começou procurar minha amiga e gritar: “Onde está aquela vagabunda? Eu vou chamar os seguranças, eu tiro quem eu quiser daqui. Ela não sabe com quem ela está falando!” A amiga dela segurou ela é falou: “-Calma amiga”. Ela continuou empurrando todo mundo na fila gritando “Calma nada!”. Quando ela chegou em minha direção, eu estava na fila do lado da porta de saída do banheiro, ela ignorou que eu estava ali e me empurrou. Segurei por causa do seu descontrole ao vir em minha direção. Nisso ela puxou meu cabelo, agarrou meu braço e arrancou meu colar, me arranhando. Mobilizei ela para que parasse com aquela agressão. A amiga dela pediu para que eu a soltasse, eu soltei e pedi pra amiga dela que ela parasse de puxar meu cabelo. Consegui fazê-la soltar meu cabelo e ela saiu do banheiro em direção aos seguranças e ao namorado dela, que identifiquei como @polar81, que é irmão do @ricardo__lima, proprietário do @iuliajockey. Ao pegar minhas coisas no chão escutei uma confusão do lado de fora do banheiro. Continua nos comentários. ⬇️⬇️

A post shared by Milka Borges (@milkaborges) on

Após a confusão, Fernanda teria saído do banheiro e ido em direção aos seguranças do estabelecimento e ao namorado, identificado por Mika como Rodrigo Lima, irmão de Ricardo Lima, proprietário do restaurante Iulia. “Ao pegar minhas coisas no chão, escutei uma confusão do lado de fora do banheiro”, descreveu Mika. A consultora diz ter sido atingida por um copo de “vidro espesso”: “Não tive como me defender e o copo acertou o meu rosto. Em choque, não percebi a gravidade da situação, só percebi quando vi que estava jorrando muito sangue e uma menina que estava na fila, disse que era da área da saúde, me colocou dentro de uma cabine“.

 (Reprodução/Instagram/Veja SP)

“O namorado e os seguranças ainda tentavam entrar para me pegar. A menina que me ajudou me orientou a ir a um hospital com urgência pois estava sangrando muito. Ela me manteve na cabine para evitar que eles me batessem mais. As pessoas tentando ligar para ambulância”.

Mika também revelou que não contou com a ajuda de nenhum funcionário do estabelecimento. “O local não disponibiliza pronto atendimento”. Ela aguardou a polícia e a ambulância, mas acabou sendo socorrida pelos amigos, que a levaram ao hospital. “Fui atendida pela emergência com muita perda de sangue, onde o médico suturou o rasgo que a Fernanda fez no meu rosto“.

A consultora revelou que passou por duas cirurgias desde a agressão, sofrida no sábado (11), e que teve cortes profundos na face. “Estou tomando as medidas judiciais cabíveis”, afirma.

Desde a repercussão do caso, os perfis no Instagram de Rodrigo e Ricardo Lima, de Fernanda Bonito e do próprio restaurante Iulia estão fechados. Procurado na manhã de quarta (15), o Jockey Club afirmou que “não possui informações oficiais do que aconteceu no Iulia Restaurante, locatário do Jockey. Vamos apurar o caso para saber se precisamos tomar uma medida. Por enquanto não temos um posicionamento e apenas acompanhamos um lado da história, o que foi dito nas redes sociais”, disse Jair Bala, da assessoria de comunicação do Jockey Club de São Paulo, por telefone.

A reportagem da Vejinha entrou em contato com o Iulia. Em nota, o restaurante afirmou que “lamenta profundamente o episódio de desentendimento entre duas frequentadoras no seu sanitário feminino, na noite de 11/01, e que acabou resultando em ferimentos à Sra. Milka Borges.”

Iulia Restaurante completa que “em seus 3 anos de funcionamento, jamais registramos fato semelhante em nosso restaurante. Ressaltamos que a acusada de agressão pela denunciante não é sócia e nunca fez parte de nosso restaurante e que deverá responder pelas consequências de seus atos. Prestamos nosso apoio e solidariedade à Sra. Milka Borges pela lamentável ocorrência em nosso estabelecimento e estamos à disposição das autoridades responsáveis para colaborar com o devido esclarecimento dos fatos.”

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s