Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Adriane Galisteu: “Não estou nem aí”, diz sobre polêmico vídeo publicitário a respeito do “número 2″

Por Ana Carolina Soares Em seis dias, um vídeo publicitário de Adriane Galisteu alcançou quase 1,5 milhão de visualizações no Facebook. Sentada em um vaso sanitário, ela fala sobre como um bloqueador de odores mudou sua rotina ao “fazer o número 2” (veja a peça publicitária no final deste post). Ela não revela valores, mas estima-se que […]

Por VEJA SP Atualizado em 26 fev 2017, 13h55 - Publicado em 9 dez 2015, 16h38
A apresentadora em cena na peça publicitária para um bloqueador de odores sanitários (Foto: Reprodução)

A apresentadora em cena na peça publicitária para um bloqueador de odores sanitários (Foto: Reprodução)

Por Ana Carolina Soares

Em seis dias, um vídeo publicitário de Adriane Galisteu alcançou quase 1,5 milhão de visualizações no Facebook. Sentada em um vaso sanitário, ela fala sobre como um bloqueador de odores mudou sua rotina ao “fazer o número 2” (veja a peça publicitária no final deste post). Ela não revela valores, mas estima-se que a apresentadora tenha recebido mais de 50 000 reais para dar o depoimento de 1’51 minuto. Até 2013, ela era considerada pelo mercado publicitário como uma das dez personalidades mais requisitadas pelas marcas brasileiras e ganhava cachês de 350 000 reais para divulgar grifes como Grendene, Fiat e Nova Schin.

O vídeo circula apenas na internet. “Só digo que o cachê foi bom, afinal, não estou matando cachorro a grito”, diz Adriane, que atualmente apresenta o programa Papo de Cozinha com Dri e Alê (Alexandre Iodice, seu marido) no canal a cabo Discovery Home & Health. Leia entrevista:

+ Sergio Marone, o galã da vez, fala sobre sexo, traição e nudes

Você não ficou relutante com essa campanha, especialmente em relação ao texto e à cenografia?

É estranho falar de cocô, né? (Risos) No primeiro momento, achei estranho, sim. Recebi a proposta há três meses, com o produto para eu testar e o texto. Falei para a equipe: “Mas, gente, vou falar que minha vida mudou depois de usar um bloqueador de odores sanitários?” Depois pensei melhor e topei.

Continua após a publicidade

Por que mudou de ideia e gravou o vídeo?

Pensei que poderia ajudar meninas que sofrem para ir ao banheiro. Eu, na adolescência, morria de vergonha, não fazia perto do meu namorado de jeito nenhum e penava muito com prisão de ventre. Com o tempo, vi que esse tipo de timidez era uma bobagem. Até ensino ao meu filho, Vittorio, que não precisa ficar constrangido. Fazer cocô é natural. Além disso, o produto é ótimo. Agora, por exemplo, estou em Nova York, passeando com meu marido em uma nova lua de mel. Estou com o meu FreeCô na bolsa.

+ Blogueira Helena Bordon lança linha de óculos de sol

Imaginava que a campanha teria tanta repercussão?

Eu sabia que ouviria piadinhas, as pessoas têm uma tendência a brincar com isso, mas não estou nem aí. Eu precisaria nascer de novo para me constranger com uma coisa dessas. Legal que o vídeo fez sucesso. Anitta e outros hits da internet que se cuidem! (Risos)

Abaixo, Adriane fala  sobre como um bloqueador de odores mudou sua rotina ao “fazer o número 2”:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=TPAhj4viBds?feature=oembed&w=500&h=281%5D

Continua após a publicidade
Publicidade