Clique e assine por apenas 6,90/mês
O Sexo e A Cidade Por Blog Histórias, novidades e estratégias dos empresários do mercado erótico em São Paulo

Os 10 mandamentos para se dar bem no sexo, segundo a principal educadora sexual do país

“As pessoas deveriam casar para então namorar para sempre”, ensina Neusa Pandolfo, educadora sexual. Para ela, muitos divórcios acontecem porque depois de assinar papéis, os casais descuidam da relação e da conquista. Ela é a palestrante mais renomada do setor e começou a dar aulas em 2008. Bem humorada, direta, cheia de gestos e desbocada […]

Por Ana Carolina Soares - Atualizado em 26 fev 2017, 15h55 - Publicado em 8 out 2015, 16h32
Cena do filme Don Juan de Marco (Foto: Reprodução)

Cena do filme Don Juan de Marco (Foto: Reprodução)

“As pessoas deveriam casar para então namorar para sempre”, ensina Neusa Pandolfo, educadora sexual. Para ela, muitos divórcios acontecem porque depois de assinar papéis, os casais descuidam da relação e da conquista. Ela é a palestrante mais renomada do setor e começou a dar aulas em 2008. Bem humorada, direta, cheia de gestos e desbocada (às vezes, lembra até o jeitão da Dercy Gonçalves), suas apresentações lotam auditórios em todo o país e custam entre 2 000 e 20 000 reais. Neusa tem uma agenda cheia, com pelo menos três palestras por semana. E a cidade de São Paulo concentra quase a metade de seus contratantes. Nesses eventos, a educadora dá dicas práticas para apimentar a relação.

+ Veja qual tipo físico atrai mais parceiros sexuais, segundo pesquisadores americanos

Neusa Pandolfo atua como educadora sexual desde 2008 e lançou seu primeiro livro

Neusa Pandolfo atua como educadora sexual desde 2008 e lançou seu primeiro livro (Foto: Reprodução)

Pois Neusa reuniu as principais dicas e dúvidas de seus alunos e escreveu seu primeiro livro, Muito Prazer, lançado nesta semana. A obra custa cerca de 40 reais, preço médio que uma pessoa paga para frequentar uma de suas palestras. Veja abaixo os 10 mandamentos para manter sempre a chama acesa:

+ Confira as principais notícias da cidade

1) Sexo não combina com culpa. Não restrinja o prazer sexual por conceitos morais. Se determinada fantasia faz bem a você e seu parceiro topa, por que não?

2) O prazer sexual não está limitado aos humanos ditos lindos e com corpos perfeitos. O importante é estar limpo, cuidar da higiene, da roupa íntima. Isso dá autoconfiança sexual.

3) Relacionamento não é prisão. Permaneça livre e independente. Não perca a sua personalidade. Ceder às vezes, sim, mas anular-se, nunca.

4) Você sabia que a maior zona erógena do nosso corpo é a pele? Então imagine as inúmeras possibilidades que você tem de prazer com este órgão maravilhoso.

Continua após a publicidade

5) O mercado sexual apresenta um cardápio extenso de produtos para variar a transa do dia a dia. Tem gel de todos os sabores, calcinha comestível (ideal para mulheres que curtem receber sexo oral) e brinquedos. Vibradores também são bons para fazer massagens na hora H e não apenas para serem usados durante a penetração. Há produtos de todos os tipos e para todos os bolsos: de 5 a 35 000 reais.

+ Aplicativo para pompoarismo, sorvete quente para o sexo e outras novidades das sex shop. Confira!

6) “Ao longo do meu trabalho, percebo a angústia de muitos homens em relação a responsabilidade de proporcionar prazer a sua parceira”, conta Neusa. O essencial para manter a vida sexual ativa é conhecer o próprio corpo e, principalmente, comunicar sem rodeios as vontades para o parceiro.

7) Para a quebra da rotina, as posições sexuais assumem um papel decisivo. Existem várias, mas, cada pessoa tem sua preferência. E pode ter sua limitação. Não há nada mais estressante que seu par resolver fazer uma posição em que você fique desconfortável. Respeito o seu limite e do seu parceiro.

8) Exercícios com bolinhas tailandesas ou cones com pesos (para as mais avançadas) são bons para fortalecer o assoalho pélvico. Além de ser fundamental no sexo para as mulheres, o músculo sustenta o útero, intestino e bexiga.

9) No livro, Neusa também dá o passo a passo da “massagem do peixinho”. Para os curiosos, aí vai um resumo: com o parceiro deitado de bruços, tocar o outro com todas as partes do seu corpo, menos com as mãos. Para um melhor desempenho, vale usar um óleo de massagem (mas um que não fique grudento).

10) A manobra mais surpreendente é colocar a camisinha com a boca. De preferência, é melhor usar um produto com sabor. Há quatro páginas no livro para ensinar a técnica e fica difícil escrever o passo a passo. Ficou curioso? Veja o vídeo com a professora Neusa

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=49TW9Kb8FOU?feature=oembed&w=500&h=281%5D

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade