Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
O Sexo e A Cidade Por Blog Histórias, novidades e estratégias dos empresários do mercado erótico em São Paulo

Crise econômica derruba a satisfação sexual dos paulistanos; veja pesquisa

I can’t get no satisfaction… O refrão mais famoso dos Rolling Stones infelizmente é fato para muitos homens da cidade: metade dos paulistanos não está satisfeita com sua vida sexual. E o grande fator brochante é o dinheiro curto. Para 37,6% dos entrevistados em uma pesquisa, o fato de terem de economizar faz com que fiquem mais […]

Por Ana Carolina Soares Atualizado em 26 fev 2017, 13h00 - Publicado em 3 mar 2016, 17h52
Falta de dinheiro e pressão no trabalho são os fatores mais brochantes (Foto: Reprodução Facebook)

Falta de dinheiro e pressão no trabalho são os fatores mais brochantes (Foto: Reprodução/Facebook)

I can’t get no satisfaction… O refrão mais famoso dos Rolling Stones infelizmente é fato para muitos homens da cidade: metade dos paulistanos não está satisfeita com sua vida sexual. E o grande fator brochante é o dinheiro curto. Para 37,6% dos entrevistados em uma pesquisa, o fato de terem de economizar faz com que fiquem mais tempo em casa, sem poder sair para encontrar novas parceiras. Em segundo lugar, com 20% das respostas, aparece a pressão no trabalho combinada com o medo da demissão.

+ “Corno manso”, “novinhas nuas” e outros sucessos do Sexlog

A análise foi realizada no fim de fevereiro pelo Sexlog.com, rede social adulta, e entrevistou 2012 homens de todo o Brasil. São Paulo é o terceiro estado com o maior índice de insatisfação sexual, com 51%. Em primeiro lugar, vêm os moradores do Paraná (63%) e Minas Gerais (54,2%). Os homens das regiões Norte e Nordeste são os inabaláveis. Os paraenses (72,7%), sergipanos (66,6%) e amazonenses (65,6%) se declararam sexualmente satisfeitos.

+ Aplicativo promete resolver problemas de relacionamentos amorosos

“Os estados com as economias mais ativas do país carregam também o peso do stress em sua população, e a pesquisa deixa bem clara essa relação entre satisfação sexual e qualidade de vida”, afirma Mayumi Sato, diretora de comunicação do Sexlog.com.

Veja abaixo a performance dos paulistanos na pesquisa:

 

Você está satisfeito com sua vida sexual atual?

Não (50%)

Sim (50%)

 

Como ela pode ser melhorada?

Apimentando minha vida sexual atual (40,7%)

Continua após a publicidade

Encontrando uma nova parceira sexual (33,6%)

Trabalhando menos e me divertindo mais (20,8%)

Entrando em um relacionamento de longo prazo (4,8%)

 

Você acredita que a crise econômica impacta sua vida sexual?

Sim, pois preciso economizar e sair menos (37,6%)

Não, uma coisa não tem nada a ver com outra (32,3%)

Sim, pois acabo ficando mais estressado no trabalho (20,3%)

Não, tenho poucos problemas financeiros (9,7%)

 

Em tempos de crise, onde você costuma encontrar novas parceiras na cidade?

Aplicativos de encontro e redes sociais (69,4%)

Por meio da minha rede de amigos (18,1%)

Em bares, balada, etc… (12,3%)

Continua após a publicidade
Publicidade