No Paraíso, Edifício Cacique tem uma passagem aberta para pedestres

Construído em 1955 pelo engenheiro-arquiteto Miguel Badra Jr., o local abriga uma barbearia

Esta passagem, com direito a piso desenhado e tijolos de vidro, liga a Avenida Bernardino de Campos à Rua do Paraíso. O Edifício Cacique, de 1955, ocupa todo o terreno, sem nenhum recuo, mas tem a gentileza urbana dessa passagem, até hoje não obstruída por muros ou grades.

Edifício Cacique, construído em 1955, projetado por Miguel Badra Jr,

Edifício Cacique, construído em 1955, projetado por Miguel Badra Jr, (Raul Juste Lores/Veja SP)

O projeto é do engenheiro-arquiteto Miguel Badra Jr., formado pela Poli em 1945, de vasta produção pouco conhecida. Da comunidade sírio-libanesa, ele construiu várias pontes da cidade e criava cavalos de raça. Fez muitos outros residenciais no Paraíso e no centro.

A passagem de pedestres sob a marquise do edifício ainda é permitida

A passagem de pedestres sob a marquise do edifício ainda é permitida (Raul Juste Lores/Veja SP)

Novidade no espaço, Barbearia Cavaleira

Novidade no espaço, Barbearia Cavaleira (Raul Juste Lores/Veja SP)

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 09 de outubro de 2019, edição nº 2655.

+ PODCAST #SPsonha: O que São Paulo tem a aprender com Barcelona

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s