Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Um ano após assalto, Kim Kardashian recebe carta de mandante

De acordo com o site TMZ, socialite teria recebido um pedido de desculpas escrito à mão pelo acusado

Por Redação VEJA São Paulo 28 set 2017, 18h29

Um ano depois do assalto que sofreu em Paris, Kim Kardashian recebeu um recado inusitado. De acordo com a TMZ, o mandante do crime enviou a ela uma carta pedindo desculpas.

  • A socialite foi mantida refém na capital francesa e teve 10 milhões de euros em joias roubados na ocasião. As investigações apontaram Aomar Kit Khedache, 60 anos, como responsável por planejar o assalto. Kim falou sobre o episódio em vários programas de televisão e chegou a dizer que sentiu medo de ser estuprada.

    “Após ver sua emoção e perceber os danos psicológicos que causei, decidi lhe escrever, não para obter de você algum tipo de indulgência”, diz ele em um trecho. O texto foi escrito à mão em francês e traduzido antes de chegar às mãos dela. “Eu quero chegar até você como um ser humano para lhe dizer o quanto eu me arrependo de minha atitude e o quanto eu fiquei comovido de vê-la às lágrimas”.

    De acordo com fontes do site americano,  Kim teria achado a declaração ‘vazia’ e que o homem só estaria tentando demonstrar remorso antes do julgamento.

    Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

    Continua após a publicidade
    Publicidade