Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Pouco antes de morrer, amigas adolescentes transmitem ao vivo no Facebook acidente de carro

Um caso chocante que ocorreu nos Estados Unidos comoveu internautas esta semana: uma jovem de 18 anos acabou transmitindo o acidente de carro que a matou enquanto dirigia numa rodovia na Pensilvânia. O carro em que ela estava se chocou com a traseira de um trator na noite de terça (7). + Escolhas do público […]

Por VEJASP Atualizado em 25 fev 2017, 20h43 - Publicado em 9 dez 2016, 11h11

jovemacidente

Um caso chocante que ocorreu nos Estados Unidos comoveu internautas esta semana: uma jovem de 18 anos acabou transmitindo o acidente de carro que a matou enquanto dirigia numa rodovia na Pensilvânia. O carro em que ela estava se chocou com a traseira de um trator na noite de terça (7).

+ Escolhas do público provocam polêmica no The Voice Brasil

Brooke Miranda Hughes, de 18 anos, estava no veículo com a amiga Chaniya Morrison-Toomey, de 19, que pôde ser ouvida dizendo “Você vai transmitir ao vivo?” antes da batida. O vídeo foi visto mais de 7 mil vezes depois de ter sido publicado na página de Brooke.

O vídeo foi excluído do Facebook da jovem, mas será usado pela polícia nas investigações, de acordo a Associated Press. Na gravação, se vê luzes brilhando no carro, sons de pneus cantando e sete minutos minutos de escuridão, de acordo com o jornal Scranton Times-Tribune. No final do vídeo, um homem aparece falando. As jovens morreram na hora.

liveface

As causas do acidente estão sendo investigadas pelas autoridades. O motorista do trator não se feriu. De acordo com um porta-voz do Facebook, em entrevista ao jornal, “ass pessoas que assistem vídeo ao vivo podem denunciar possíveis violações e o Facebook toma as medidas adequadas. Nós também incentivamos as pessoas a entrarem em contato com as autoridades quando eles veem uma transmissão ao vivo em que alguém está em perigo”.

Uma amiga das adolescentes, Samantha Piasecki, 17, de Scranton, assistiu ao vídeo horas depois de ter viajado de carro com as adolescentes. “Fiquei destruída”, disse. “Sinto que, se eu estivesse no carro com elas, poderia ter parado o acidente de alguma maneira”, afirmou. “Elas eram boas garotas. O sorriso delas poderia acender uma sala escura. Sempre que eu estava na companhia delas, era divertido”, contou.

Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa fanpage no Facebook.

Continua após a publicidade
Publicidade